Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Dezassete partidos com candidatos a deputados por Beja

votar_eleições.jpgDezassete partidos apresentaram listas de candidatos a deputados pelo círculo de Beja nas eleições legislativas de 06 de outubro, com PS e CDU a apostarem nos atuais deputados como cabeças-de-lista e PSD a candidatar um independente. Segundo o conjunto de listas entregues no Tribunal de Beja, consultado hoje pela agência Lusa, concorrem pelo círculo de Beja, que elege três deputados, PS, CDU, PSD, CDS-PP, BE, PAN, Aliança, Chega, Iniciativa Liberal, Livre, Nós, Cidadãos!, MPT, PDR, PCTP-MRPP, PNR, PPM e PTP.

Iniciativa Liberal apresenta Leonor Dargent como cabeça de lista por Beja

Leonor-Dargent-Beja-768x432.jpegLeonor Dargent lidera a lista do partido Iniciativa Liberal por Beja às Eleições Legislativas de 6 de Outubro.  Natural de Beja, é licenciada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

Leonor Dargent afirma que o distrito de Beja tem “muito potencial”, mas tem sido “negligenciado” ao longo dos últimos anos e defende que é necessário investir na melhoria das infra-estruturas rodoviárias e ferroviárias no distrito de Beja.

Daqui e daqui.

Aeroporto de Beja “é uma dor de alma” que “em breve será ultrapassada"

aliança.jpgO aeroporto de Beja "é um projeto fabuloso", sublinhou Santana Lopes, presidente do Aliança, defendendo que todos os portugueses deviam visitá-lo e "ouvir este silêncio", o que "é uma dor de alma", mas que "em breve será ultrapassada".

Santana Lopes lembrou que "Portugal já investiu dezenas de milhões de euros" no aeroporto de Beja, que "está como está", apesar de ser "importante, não só como infraestrutura aeronáutica", mas também como "instrumento de desenvolvimento" da região. Frisou que o seu partido não defende o aeroporto de Beja como "substituto do Montijo ou de Alverca, mas como aeroporto em si mesmo, com potencialidade para servir o desenvolvimento económico" e "a funcionar como grande centro de movimento de carga" e na área da manutenção de aeronaves, na qual "em Portugal há uma excelência de capacidade instalada muito conhecida e que pode ser libertada do aeroporto de Lisboa e ter mais base aqui [em Beja]".

PAN candidata Inês Campos por Beja à AR

pan.jpgA investigadora Inês Campos, de 45 anos, vai ser a cabeça-de-lista do partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) no distrito de Beja nas eleições Legislativas de 6 de Outubro.
Investigadora nas áreas das Alterações Climáticas e do Desenvolvimento Sustentável, Inês Campos foi coordenadora em Portugal da campanha das Nações Unidas para os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio em 2010.
A lista do PAN, no distrito, conta ainda, em segundo lugar, com Fernando Oliveira, 51 anos, desenhador-projectista de instalações especiais e activista na defesa e implementação de sociedades resilientes. A advogada Maria do Rosário Vicente, 34 anos, surge em terceiro lugar na lista.

“Como se a população tivesse que escolher inequivocamente entre um e outro…”

“… a morte desta cidade está a ser acelerada com esta guerrilha partidária, estas palas dos partidos que os obriga a dizer mal de tudo o que o outro faz, mesmo que seja bom, é o maior defeito dos partidos, a incapacidade para dialogar entre eles só nos prejudica enormemente, a alternância democrática na autarquia está a ser ainda pior que 40 anos do mesmo, não por o PS ser mau ou a CDU melhor… mas porque as vitórias e derrotas são mal digeridas e o discurso é completamente toldado. Como se a população tivesse que escolher inequivocamente entre um e outro… a Comissão de Utentes é vítima disso, apesar da defesa dos serviços de saúde ser uma coisa de todos, como tem pessoas da CDU e a câmara é PS e política entra em ação e destruímos uma luta que é de todos.

Anónimo 01.07.2019 08:54”, aqui.

 

Recordo, a propósito, que a tentativa de evitar a bipartidarização e as suas nefastas consequências no concelho de Beja foi uma das principais razões que levou à candidatura Por Beja com Todos às eleições autárquicas de 2013.

Sondagem da UC dá 50% das intenções de voto à Geringonça e 26% a PSD+CDS

PS lidera as sondagens para as eleições europeias, em todas as faixas etárias e graus de escolaridade. Conquistaria 33% dos votos válidos, o que compara com 23% para o PSD, 9% para o Bloco, 8% para a CDU e CDS-PP e 3% para o PAN e Aliança, na estimativa do Centro de Estudos e Sondagens de Opinião da Universidade Católica Portuguesa (CESOP).

António Costa “ausente” mais uma vez da Ovibeja

A Ovibeja tornou-se ao longo dos anos ponto de passagem obrigatória dos políticos e a edição de 2019 não vai ser excepção. António Costa mais uma vez vai estar "ausente".

PROGRAMA das visitas confirmadas:

IMG_0074.JPG

Dia 24

- 12.30 horas - Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

- 15.00 horas - Assunção Cristas, presidente do CDS-PP

- 15.00 horas - Delegação do PEV-Partido Ecologista “Os Verdes”

Dia 25 

11.00 horas - Pedro Santana Lopes, presidente do Aliança

- 15.00 horas - Rui Rio, presidente do PSD

Dia 26

- 17.30 horas - Jerónimo de Sousa, secretário geral do PCP

- 18.00 horas - Catarina Martins, coordenadora nacional do BE.

A culpa é do PCP

1200px-Logo_Kommunistische_Partei_Portugals.svg.pnDeclaração de interesses: Há uns anos que saí do PCP, partido em que militei mais de 35 anos.

Acho curioso que o PCP seja responsabilizado porque promove iniciativas mobilizando pessoas para contestar políticas do governo, porque não as promove e também porque apoia algumas políticas e medidas do governo. Mas isto não é o normal? Não é isto que deve ser um partido responsável, que se comprometeu com o partido (PS) que governa no apoio a algumas políticas, mas mantém a independência em relação ao governo, que lhe permite contestá-lo sempre que com ele não está de acordo? O PCP nunca disse que ao apoiar este governo iria apoiar todas as suas políticas e medidas, nem que conseguiria com ele tudo o que defende.

O mesmo se aplica aos outros partidos que assumiram posições semelhantes no apoio à constituição deste governo.

Museu continua a ser uma “batata quente” da Câmara de Beja e usado como arma de arremesso político

201902112109502383.jpgO Museu de Beja, que deveria ser tratado com a importância que tem para a afirmação e promoção de Beja, continua a ser encarado pela Câmara Municipal como se de uma “batata quente” se tratasse e de que se quer ver livre quanto antes. Por outro lado, em vez das diversas forças assumirem posições claras sobre o Museu, usam-no como arma de arremesso político. Depois do debate na Assembleia Municipal, pelos relatos feitos aqui e aqui, mantém-se as dúvidas que aqui coloquei.

Comentários recentes

  • Anónimo

    O Lagar é uma pena (o que não se fazia com 3,5 mil...

  • Anónimo

    ????????????????????

  • Anónimo

    Ninguém comenta a capa verde?

  • Anónimo

    Obrigado caro amigo. Um grande abraço. Ricardo (Se...

  • Ana Matos Pires

    Sim, vai seguir mail e o jornal fará o que entende...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.