Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

"GARANTIA DE UMA ESCOLA INCLUSIVA"

Zé LG Zé LG, 08.07.17

Projeto de autonomia e flexibilidade curricular dos ensinos básico e secundário

Foi publicado o Despacho n.º 5908/2017, de 5 de julho, que autoriza, em regime de experiência pedagógica, a implementação do projeto de autonomia e flexibilidade curricular dos ensinos básico e secundário, no ano escolar de 2017-2018

Dos princípios orientadores, consta que a conceção, operacionalização e avaliação das aprendizagens do currículo dos ensinos básico e secundário, no âmbito do presente projeto, subordinam-se, entre outros, à garantia de uma escola inclusiva, cuja diversidade, flexibilidade, inovação e personalização respondem à heterogeneidade dos alunos, eliminando obstáculos de acesso ao currículo e às aprendizagens, adequando estas ao perfil dos alunos. 

 

MOVIMENTO CÍVICO PROMOVE DEBATE EM BEJA SOBRE ESCOLA QUE FAÇA CRIANÇAS MAIS SÁBIAS, FELIZES E SOLIDÁRIAS

Zé LG Zé LG, 20.05.17

18485346_1889700574630268_5711276334658465132_n -

Foi iniciado um movimento cívico através de um conjunto de pais, mães, educadores, educadoras, professores e professoras, no sentido de trazer a debate público (BEJA) a forma como podemos inovar para uma escola de século XXI.
Este movimento tem ainda como objetivo co-criar um projeto público que dê resposta efetiva às nossas crianças e jovens tornando-as mais sábias e felizes inspirando-as um presente/futuro mais fraterno e solidário com o seu próximo.
Junta-te a nós e seremos muitos. Caminhamos Juntos?

https://youtu.be/J44cQ-nMJZo

FÓRUM SOBRE EDUCAÇÃO EM MÉRTOLA

Zé LG Zé LG, 10.05.17

O Cineteatro Marques Duque, em Mértola, recebe um fórum que vai reflectir sobre a educação naquele concelho.

O fórum decorre entre hoje e amanhã e aborda várias questões numa perspectiva integrada com as instituições locais e convidados externos.

O programa do primeiro dia debate quatro temas principais: os serviços educativos municipais; opções e alternativas curriculares; descentralização de competências; sucesso e inovação educacional.

Amanhã, na escola EB 2,3 de Mértola realiza-se a conferência "Ensino por investigação na aprendizagem das ciências no século XXI".

ALUNOS DA ESCOLA DE SANTIAGO MAIOR EM PROTESTO POR MELHORES CONDIÇÕES

Zé LG Zé LG, 10.02.17

060220170924-965-IMG_2578.JPG

Depois dos pais e encarregados de educação dos alunos da Escola de Santiago Maior terem fechado o estabelecimento de ensino na segunda-feira, hoje são os estudantes que querem impedir o acesso e fazer ouvir os seus protestos. Os estudantes da Santiago Maior querem melhores condições de ensino e prometem continuar a lutar até se fazerem ouvir.

Esta manifestação é para denunciar, uma vez mais, que é necessário investimento na escola, que os alunos estão solidários e recordam que contam com o apoio da Direção, da Junta de Freguesia e da Câmara Municipal. Esta é uma manifestação para dizer ao Governo que os estudantes desta Escola exigem condições para estudar, o objetivo é não deixar ninguém entrar e continuar a lutar até os problemas estarem resolvidos. As declarações são da aluna Sofia Ramos, da Escola de Santiago Maior.

Os alunos também reivindicam mais pessoal auxiliar, mas existem muitas outras necessidades que urgem exigir e Sofia Ramos deixa claro quais são.

ESCOLA DE SANTIAGO MAIOR ENCERRADA POR MELHORES CONDIÇÕES

Zé LG Zé LG, 06.02.17

007.JPG

010.JPG

A Escola de Santiago Maior, de Beja, hoje só abriu às 10 horas, porque os portões foram fechados com cadeados como protesto contra a falta de condições existentes - 8 auxiliares para 400 alunos, alunos com NEE fechados na UAM nos intervalos por falta de acompanhamento, falta de professores de substitução, mau fincionamento do refeitório, climatização avariada há muito tempo, ...

ANO LECTIVO VOLTA A ABRIR COM FALTA DE PESSOAL AUXILIAR E DE TÉCNICOS DE EDUCAÇÃO ESPECIAL

Zé LG Zé LG, 16.09.16

150920161650-741-Anoletivo.jpg

Nas escolas do concelho já começou o novo ano letivo e no arranque das atividades de 2016/17, a Câmara de Beja revela que tudo o que é da sua responsabilidade está assegurado, mas que há dificuldades de substituição de professores com baixa, falta de pessoal auxiliar e de técnicos de educação especial, denunciando o facto, de estarem 60 alunos com necessidades educativas especiais sem resposta e destas situações serem da responsabilidade do Ministério da Educação. Falhas que se repetem e que são da responsabilidade do Ministério, recorda a autarquia.

 

Manuel Nobre, presidente do Sindicato de Professores da Zona Sul, afirma que persistem problemas como: a falta de assistentes operacionais, turmas com elevado número de alunos, turmas do 1.º Ciclo com vários anos de escolaridade, actividades extra curriculares a interromperem a actividade lectiva e desrespeito pelas normas de organização do trabalho dos docentes.

ALENTEJO 2020 IMPLEMENTA PACTOS PARA O DESENVOLVIMENTO E COESÃO TERRITORIAL

Zé LG Zé LG, 12.02.16

alentejo2020.pngO Alentejo 2020 lançou dois concursos para implementação dos Pactos para o Desenvolvimento e Coesão Territorial contratados com as cinco Comunidades Intermunicipais da região.
O montante de 39,9 milhões de euros destina-se a Infraestruturas Educativas para o Ensino Escolar e à Conservação, Protecção, Promoção e Desenvolvimento do Património Natural e Cultural.
O concurso para as Infraestruturas Educativas para o Ensino Escolar tem por objectivo prosseguir a requalificação/modernização das instalações da educação pré‐escolar e dos ensinos básico e secundário.
O concurso para a Conservação, Protecção, Promoção e Desenvolvimento do Património Natural e Cultural visa promover a valorização dos activos naturais e histórico‐culturais para consolidar a região como destino turístico associado a uma oferta qualificada e ajustada às características ambientais, naturais e patrimoniais.

VITO CARIOCA AFIRMOU, NO DIA DO IPBEJA, QUE “OS DESAFIOS TÊM SIDO IMENSOS”

Zé LG Zé LG, 04.11.15

031120151805-705-IMG_4509.JPGNas comemorações do Dia do Instituto Politécnico de Beja, Vito Carioca falou dos desafios com os quais o Instituto se debate.
A manutenção dos alunos, a acção social e a internacionalização do Instituto foram alguns dos factores apontados como determinantes para o sucesso do Instituto. “Importa rever práticas e ir muito fundo nestas abordagens (…) e os desafios têm sido imensos” referiu o presidente.
A caminho do sétimo ano na frente do IPBeja, Vito Carioca assumiu um compromisso com os estudantes: “A vossa empregabilidade é a nossa maior preocupação”.
Para o futuro, o presidente do Instituto Politécnico de Beja ambiciona, entre outras matérias, mais professores, investigação de excelência e uma oferta formativa sempre adequada às flutuações do mercado.