Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

CDS-PP APRESENTOU CANDIDATOS AOS ÓRGÃOS AUTÁRQUICOS DO CONCELHO DE PORTALEGRE

Zé LG, 09.07.17

19748550_1426730994070400_663477524883859106_n.jpg

Nuno Moniz é o candidato à Câmara Municipal, seguido de Paulo Andrade, Sofia Moreira, Francisco Garcia, António Carrilho, Margarida Malcata e Mário Casanova. Carlos Rolo é o candidato à Assembleia Municipal.

Nuno Brito encabeça a lista à União de Freguesias de Sé e São Lourenço, Duarte Mendes à freguesia de Alagoa, Licínia Baptista à freguesia de Alegrete, Gracinda Esteves à freguesia dos Fortios, Pedro Pinto à União de Freguesias de Ribeira de Nisa e Carreiras, Marília Raposo à União de Freguesias de Reguengo e São Julião e Luís Lupi à freguesia da Urra.

COLIGAÇÃO PSD/CDS-PP CANDIDATA LUÍS TIRAPICOS NUNES À CÂMARA DE PORTEL

Zé LG, 11.05.17

A coligação PSD/CDS-PP vai candidatar o empresário Luís Tirapicos Nunes à Câmara de Portel, liderada pelo PS, nas próximas eleições autárquicas.

Luís Tirapicos Nunes, de 36 anos, é licenciado em Direito pela Universidade Nova de Lisboa e, atualmente, é empresário.

A nível partidário, já foi presidente da distrital de Évora da JSD, em 2000, e integra a assembleia distrital de Évora do PSD.

PSD E CDS COM COLIGAÇÕES AUTÁRQUICAS NO DISTRITO DE BEJA PARA TRAVAR A «GERINGONÇA»

Zé LG, 09.02.17

080220171636-320-PSD-CDSPP_.jpg

O PSD e o CDS-PP voltam a ter, como aconteceu em 2013, um acordo de princípio sobre as coligações eleitorais autárquicas para o distrito de Beja.

O acordo tendo em vista coligações foi fechado, na 3ª feira, na sede nacional do PSD, pelas respectivas coordenações autárquicas nacionais dos dois partidos, sem referência a casos concretos.
João Guerreiro, presidente da Distrital de Beja do PSD, afirma que, nesta região, vão surgir candidaturas conjuntas onde se consigam entendimentos e que a partir de agora as estruturas distritais dos dois partidos vão sentar-se à mesma mesa para começar a chegar a acordos.
Luís Dargent, presidente da Distrital de Beja do CDS-PP, fala em objectivos mais ambiciosos afirma mesmo que aquilo que se pretende é que existam coligações em todos os concelhos do distrito de Beja.

A distrital de Beja do PSD sublinha que “a estratégia é juntar forças para alterar o quadro político do distrito e pôr travões no funcionamento da 'geringonça'”.

 

E eu que pensava que era para ganhar (ou ter melhores resultados) eleições e gerir autarquias... Começam bem a definir objectivos assim...

NÃO AFASTEM MAIS AS PESSOAS DA POLÍTICA!

Zé LG, 07.11.16

Percebe-se que o PSD e o CDS foram tão surpreendidos com a constituição de uma maioria parlamentar alternativa, que permitiu viabilizar um governo minoritário do PS, que ainda não se recompuseram. 

Já não se percebe que continuem a viver numa realidade virtual, que não conseguem vender à maioria das pessoas, incluindo cada vez mais votantes seus. A sua estratégia passa por todos os dias anunciarem uma desgraça e depois acusarem o governo de ter causado essa desgraça, mesmo quando foram eles os seus causadores e depois desafiarem o governo e a maioria que o sustenta a assumirem a sua responsabilidade e incapacidade de resolverem os problemas. 

É certo que este governo do PS não está a conseguir dar a volta à situação, para que o governo do PSD e do CDS atirou o país, como muitos que apoiamos esta solução esperávamos. Mas não é menos certo que aqueles partidos se mostram incapazes de fazer uma oposição séria e credível e se limitam a fazer chicana política que para mais não serve do que afastar ainda mais as pessoas da política. 

Já poucos têm paciência para ouvir os seus (dele e dela) dislates, ainda por cima quando encenam uma pose de estado, que os torna ridículos. 

PAULO PORTAS VAI DEIXAR A LIDERANÇA DO CDS-PP E A AR

Zé LG, 30.12.15

portasstill0021427e3ef_base.jpgPaulo Portas justificou a decisão de não se recandidatar à liderança do partido com o tempo que ocupa o cargo – 16 anos – e com o novo ciclo em que o centro-direita só voltará a governar com maioria absoluta.

Paulo Portas também vai sair do Parlamento. O líder do CDS, que na segunda-feira à noite anunciou que não se recandidata à presidência do partido no congresso do próximo ano, vai também renunciar ao lugar de deputado.

PASSOS COELHO ACUSA ANTÓNIO COSTA DE “RADICALISMO” E CONVIDA-O PARA “UMA COLIGAÇÃO DE GOVERNO MAIS ALARGADA”

Zé LG, 18.10.15

mw-860.jpegEste período pós-eleitoral, em que as forças políticas procuram criar condições para a  constituição de um governo de continuidade da política de direita ou de alternativa à esquerda, parece ter perturbado irreversivelmente a capacidade negocial dos líderes da direita. Passos Coelho não deu qualquer importância ao PS – único partido com quem poderia alcançar a maioria de deputados para sustentar um seu novo governo -, quando foi encarregado pelo PR para criar uma solução estável de governação. Depois abordou as negociações com superficialidade, para finalmente acusar António Costa e o PS de “radicalismo” e de “fazer sugestões e insinuações irresponsáveis e sem qualquer fundamento real 'sobre a situação do País, de empresas estratégicas ou do conjunto do sector financeiro'.” E, finalmente, afirma que: “Se o PS prefere discutir estas matérias enquanto futuro membro de uma coligação de Governo mais alargada, então que o diga também com clareza”.
Ou seja, Coelho, depois de acusar Costa de todas as tropelias, convida-o para integrar um seu novo governo. Será que, depois disto tudo, ainda haverá algum socialista que admita que António Costa faça qualquer tipo de acordo com Passos Coelho e Paulo Portas?!

PS, PSD E CDS-PP QUEREM ESCONDER QUE ESTÃO CONTRA A REPOSIÇÃO DAS FREGUESIAS EXTINTAS

Zé LG, 18.08.15

A DORBE do PCP recorda que, correspondendo aos anseios e reivindicações das populações e das autarquias e dando corpo ao compromisso assumido de reposição das freguesias extintas, o seu Grupo Parlamentar apresentou mais de uma centena de projectos de lei de criação de freguesias, incluindo a reposição de freguesias extintas no distrito de Beja. Era intenção do PCP, como é prática na Assembleia da República, submeter estas iniciativas legislativas a votação no último plenário.
PS, PSD e CDS-PP impediram a votação para evitar que tivessem de tomar uma posição sobre estas iniciativas, uma atitude que só revela a cobardia política destes três partidos, que querem esconder das populações a sua verdadeira posição contra a reposição das freguesias extintas. Manuel Reis, da DORBE do PCP, afirma que a extinção das freguesias foi um “embuste”.

LISTA DE CANDIDATOS DA COLIGAÇÃO PSD-CDS POR BEJA À AR

Zé LG, 05.08.15

Lista ordenada da coligação "Portugal à Frente" 
Nilza Sena, actual deputada do PSD por Coimbra

201507311105341.jpgMário Simões, presidente da Distrital de Beja do PSD e actual deputado
Luís Dargent, engenheiro agrónomo e presidente da Distrital de Beja do CDS-PP.
Ana Paula Inácio (PSD/Beja)
Francisco Ganhão (PSD/Odemira)
Margarida Marçal (PSD/Ourique).

Ministros da Economia e da Agricultura inauguram e presidem à adjudicação de obras do EFMA em Beja e Alvito

Zé LG, 29.07.14

O Ministro da Economia, Pires de Lima, e a Ministra da Agricultura, Assunção Cristas, inauguram hoje o Adutor Pisão/Beja e presidem à cerimónia de assinatura de dois contratos de empreitada que beneficiarão cerca de 5 660 hectares do Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva.  

O Adutor Pisão/Beja é composto por uma Estação Elevatória, dois reservatórios e uma barragem, duas condutas com uma extensão de cerca de 4 700 metros, e uma tomada de água no canal Alvito/Pisão. O investimento ronda os 37 Milhões de Euros, comparticipados em 27,8 Milhões de Euros pelo Fundo de Coesão.

A infraestrutura garante a adução à barragem dos Cinco Reis e irá servir os blocos de rega de Beringel/ Beja e Cinco Reis / Trindade, num total de cerca de 10 700 hectares.

De acordo com a EDIA – Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas de Alqueva, “destes blocos, cerca de 5 600 ha encontram-se em execução e os restantes estão adjudicados, aguardando apenas o acto de consignação de obra”.

Esta manhã são assinados mais dois contratos de empreitada para duas infraestruturas que beneficiarão cerca de 5 660 hectares: o bloco da Baronia/Alvito Alto /Alvito Baixo e do bloco do Roxo/Sado, num investimento total de 31,4 Milhões de Euros.

A deslocação dos governantes insere-se no “Roteiro do Empreendedorismo” dos Ministérios da Economia e da Agricultura e do Mar. A visita começa às 10 horas com uma deslocação à exploração do jovem agricultor Henrique Silvestre Ferreira, eleito o melhor jovem agricultor do ano, visita à adega Ribafreixo e Amieira Marina.

In: http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=4616

Seguro faz narcação a Passos no primeiro dia da 31ª Ovibeja

Zé LG, 30.04.14

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, inaugura a  31ª Ovibeja, às 15h00, acompanhado da ministra da Agricultura, Assunção Cristas e do secretário de Estado Adjunto, Carlos Moedas.

In: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=2761

 

 

 

 

O secretário-geral do PS, António José Seguro, visita a 31ª Ovibeja, no primeiro dia da Feira, a partir das 19h00.

In: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=2772

O engano no seu esplendor

Zé LG, 08.12.13

«Fazem-no aqui porque convenceram os cidadãos com tanta ilusão. Com tanta esperança de liberdade e de mudança. Quase como se fossem a personificação da quimera. Os enganadores em seu esplendor.

E têm rosto. Têm identidade. E têm silêncio e demagogia na voz. Olhemos para eles: Carlos Moedas e Mário Simões! Carlos Moedas é o secretário de estado que deslumbrou a província. O concidadão que se esconde agora no gabinete, arquitectando as contas superiores às da TROIKA. Que já não nos olha. Que nunca quis cuidar de nós!

E Mário Simões é o político centrado em si próprio. Convencido pela eloquência da sua voz. Que ataca tudo e todos. Incluindo os seus pares. Que circunscreve tudo à divisão. Para reinar. Enquanto o deixarem reinar. É um género de ensaio sobre a contradição. Alguém que não se pode levar a sério.

Passaram dois anos e meio, muito tempo de ilusões e de enganos. De irresponsabilidades e demagogias. De populismo e de silêncios. É o engano no seu esplendor. O mau da política contra os cidadãos. O pior da política contra o próprio Estado! E fazem-no aqui. Contra o Baixo Alentejo. Contra os Baixo Alentejanos!»

 

É assim que termina o texto de Jorge Barnabé, publicado em: http://www.alentejoemlinha.pt/o-engano-em-seu-esplendor/

Em Alvito Portas apelou ao voto "em gente de contas certas"

Zé LG, 26.09.13

O líder do CDS-PP e vice-primeiro-ministro apelou esta segunda-feira, 23, à noite, em Alvito, ao voto em "gente de contas certas" nas próximas eleições autárquicas.
O responsável falava durante um jantar de apoio à candidatura da coligação PSD/CDS-PP à Câmara de Alvito, liderada por Manuel Maria Barroso, no âmbito das eleições autárquicas do próximo domingo, 29, no qual participou também o secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, o bejense Carlos Moedas.
In: http://www.correioalentejo.com/?diaria=10005&page_id=36

Candidatura do PSD/CDS-PP à Câmara de Beja “aposta forte na dinamização e revitalização” do Centro Histórico de Beja

Zé LG, 28.08.13

João Pedro Caeiro, cabeça de lista da candidatura, considera que o centro histórico está “desertificado” e com “muito imóveis degradados”. Para este abandono têm contribuído vários factores, nomeadamente as dificuldades criadas pela Direcção Regional de Cultura quando se pretende intervir em áreas classificadas, explica o candidato social democrata. Na opinião de João Pedro Caeiro a Direcção Regional de Cultura tem olhado para Beja com “algum desprezo” e tem contribuído “muito para a desertificação” sentida no centro histórico.

Para o cabeça-de-lista da coligação “Mais Beja” também a autarquia tem olhado para o centro da cidade com “falta de vontade” de intervir.

João Pedro Caeiro propõe que a Câmara comece “gradualmente a adquirir alguns dos imóveis” degradados, reconvertendo em habitações aqueles que o permitem ou colocando-os à disposição de artistas que se queiram instalar em Beja. O candidato pretende ainda que exista a criação de galerias de arte, de tascas e de lojas de produtos regionais nesses imóveis. Para João Pedro Caeiro estas medidas dariam “vida” ao centro histórico e trariam para Beja população jovem.

O candidato da coligação “Mais Beja” alerta ainda que este é um plano “muito abrangente” que necessita do “apoio de todas as pessoas que tenham lugar na vereação”. 

In: http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=1756

Coligação PSD/CDS-PP apresenta candidatos a Alvito

Zé LG, 10.08.13

A coligação PSD/CDS-PP “Construir o Futuro”, encabeçada por Manuel Maria Barroso, faz hoje a apresentação dos candidatos a todos os órgãos autárquicos do concelho de Alvito.

A sessão, agendada para as 18 horas, no Centro Cultural de Alvito, conta com a presença de Octávio Oliveira, Secretário de Estado do Emprego e ex-Presidente do Instituto de Emprego e Formação Profissional.

In: http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=1618

José Pedro Caeiro afirma que a sua candidatura será sempre para “somar”

Zé LG, 31.07.13

O candidato à presidência da Câmara de Beja, pelo PSD e CDS-PP, que se faz acompanhar por Mário Caimoto, Hélia Fonseca, Fausto Barata e António João Oliveira, considera que tem faltado a vontade de quem tem governado para devolver o orgulho ao concelho e de trabalhar para transformar a capital de distrito numa grande cidade. João Pedro Caeiro acredita na vitória e quer “Mais Beja”, numa candidatura que será sempre para “somar”, quer seja eleito presidente ou vereador.

José António Falcão, o cabeça de lista à Assembleia Municipal, que tem na sua equipa nomes como o de Luís Dargent, Fernanda Pereira e João Espinho, assegura que é preciso colocar Beja no mapa, conseguindo uma posição inclusiva em torno de um projecto comum.

In: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=735

e http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=1530