Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“O Alentejo tem uma luz especial, diferente” afirma Jerónimo Heitor Coelho

Zé LG Zé LG, 22.09.19

coelho.jpgCom 12 anos “experimentou” a fotografia no FAOJ – Fundo de Apoio aos Organismos Juvenis, de Beja, e o mistério da câmara escura entranhou-se nele, como uma paixão. O seu trabalho fotográfico tem merecido inúmeras distinções nacionais e internacionais. Em 2014, a Associação Portuguesa de Profissionais de Imagem atribuiu-lhe o título de “Duplo Mestre Fotógrafo”, pela acumulação de méritos fotográficos. Em 2015, a Academia Internacional de Gastronomia, reunida em Paris, concedeu-lhe o “Prix de la Littérature Gastronomique”, pelo seu livro Comer em Évora. Atualmente desenvolve o seu trabalho nas áreas da fotografia de retrato, comercial, documental e industrial – arquitetura e interiores.

Está patente, na Pousada do Castelo de Alvito, até ao próximo dia 6 de outubro, a exposição de fotografia “Alentejo – ontem, hoje, amanhã”, da autoria de Jerónimo Heitor Coelho. Uma exposição onde o público poderá observar o “pensamento pictórico” incluso no trabalho do autor, seja “na harmonia das arquiteturas ou no equilíbrio dos espaços, seja na composição dos interiores ou na densidade humana dos retratos”.

Leia aqui a sua entrevista ao Quadro de Honra do Diário do Alentejo.

Festival de BD já tem raízes profissionais e pode “Afirmar Beja como centro europeu de Banda Desenhada”

Zé LG Zé LG, 28.05.19

201905271951442384.jpgO Festival de 2019 inaugura no dia 31 de maio, sexta-feira, às 21.00 horas, na Casa da Cultura de Beja, com 20 exposições e autores de todo o mundo, em que metade são estrangeiros e a outra metade portugueses. Este é um festival que atrai cada vez mais nomes conhecidos, que ajudam a introduzir depois autores de BD nacionais no estrangeiro, destacou Paulo Monteiro, responsável pela organização do evento e associando a realização do mesmo à profissionalização nesta área. Revelou, ainda, que em Beja existem cinco pessoas que são profissionais de ilustração/BD e que em 2018, o festival recebeu perto de 9 mil visitantes, sendo a meta este ano, os 10 mil.

Este é um festival que valoriza os autores e que promove o centro histórico de Beja, frisou o presidente da Câmara, Paulo Arsénio, acrescentando que a edição deste ano conta com nomes de craveira e que Beja tem condições, pela qualidade deste evento, de se tornar um centro europeu de Banda Desenhada.

Leia e oiça também aqui.

Apresentação da programação do Festival B

Zé LG Zé LG, 21.05.19

201903131629168158.pngA Câmara Municipal de Beja apresenta, esta noite, a partir das 21.30 horas, no terraço do Museu Regional a programação por dias, palcos e iniciativas do Festival B.

Nesta apresentação vai ser divulgado o filme 3D da autoria de António Paisana, o vinho com a marca Mariana Alcoforado da Herdade do Rocim e o chocolate criado por Mestre Cacau.
Na sessão desta noite marcam presença o grupo “Cantadores do Desassossego” e Valter Rolo, tendo em vista a divulgação de um dos temas, que está a ser preparado, para o concerto 100 passos de Paulo Abreu de Lima.