Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Ministra defende "equilíbrio" entre agricultura e ambiente

A ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, defendeu a necessidade de existir “um justo equilíbrio” entre as culturas rentáveis e a preservação e valorização dos ecossistemas e dos recursos naturais. Apontou também a importância de existir “um compromisso entre aquilo que se pratica do ponto de vista da agricultura, seja extensiva, intensiva ou superintensiva” para “garantir que há um equilíbrio entre todas as partes”. “É num modelo destes que acredito e é esse modelo que está a ser praticado e que queremos desenvolver cada vez mais”.

P1010792.JPG“Esta agricultura competitiva só pode sair reforçada se também der espaço a uma agricultura que se quer viável e que tem a ver com o desenvolvimento rural e com a valorização da atividade agrícola de pequena dimensão e familiar e a oportunidade para a agricultura biologia”.

Lerr e ouvir também aqui.

Maria da Graça Carvalho pede plano de contingência para seca extrema no Algarve e no Alentejo

Eurodeputada-Graça-Carvalho-768x512.jpgA eurodeputada do PSD, Maria da Graça Carvalho, defendeu, no plenário de Estrasburgo, “a criação de um plano europeu de contingência para fazer face aos efeitos da seca extrema” que se vive no Alentejo e Algarve, “com medidas que permitam dar respostas imediatas e a longo prazo a este problema.”
De acordo com Maria da Graça Carvalho, “este plano poderá passar por programas de eficiência na utilização da água, construção de barragens ou instalação de centrais de dessalinização”. Daqui e daqui.

PCP empenhado na activação do ramal ferroviário de Aljustrel

311020171052-183-aljustrelmina.jpgO PCP salienta que os aljustrelenses convivem “diariamente, há cerca de uma década, com um pó preto que lhes invade as casas, são submetidos à passagem diária de dezenas de camiões pesados pelo centro da Vila carregados com minério, bem como estão sujeitos aos mais diversos efeitos da atividade da mina na saúde da população e no ambiente”.
O PCP refere ter estado “na linha da frente na reivindicação da reabertura da mina de Aljustrel e continuará a lutar para que a mesma se mantenha em atividade, não deixando de defender e exigir a implementação de medidas que minimizem os impactos negativos de que a população se queixa e sente estarem a intensificar-se”.

Daqui e daqui.

«Municípios e Desenvolvimento Turístico no Alentejo»

darksky.jpgO Curso de Turismo da  Universidade de Évora vai organizar na próxima quinta-feira, 28, no auditório nobre do Colégio do Espírito Santo, em Évora, uma conferência intitulada «Municípios e Desenvolvimento Turístico no Alentejo».

O evento contará com a presença dos seguintes oradores: António Ceia da Silva (presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo), José Calixto (presidente do município de Reguengos de Monsaraz), Eduardo Luciano (vereador do município de Évora), Rosinda Pimenta (vereadora do município de Mértola), Rui Jesuíno (vereador do município de Elvas), Célia Ramalho (vereadora do município de Coruche) e Ricardo Cardoso (vice-presidente do município de Odemira).

Comentários recentes

  • Anónimo

    Boa malha, Anónimo das 16:11.Há muita malta, que a...

  • Anónimo

    Noticia publicada no "Expresso " como forma de pre...

  • Zobaida

    Não há galhos reservados. Deixe de ser macaco...

  • Anónimo

    Nem mais...quem assim fala não é gago.

  • Anónimo

    GOSTAS DE CIGANOS LEVA-OS PARA TUA CASA

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.