Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Castro Verde integra projecto de Desenvolvimento das Reservas da Biosfera

Castro-Verde-768x432.jpgA Câmara de Castro Verde assinou o protocolo de colaboração no projecto “Promover o desenvolvimento dos Territórios das Reservas da Biosfera portuguesas enquanto laboratórios de sustentabilidade”.
O acordo foi rubricado entre o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, a Secretaria-geral do Ambiente e os gestores das 11 Reservas da Biosfera.

FENAREG defende que uso eficiente da água deve ser prioridade

Num momento em que se discute o futuro da Política Agrícola Comum (PAC) e se aproximam as eleições para o Parlamento Europeu, a FENAREG – Federação Nacional de Regantes de Portugal defende que “os países do Sul da Europa devem concertar posições para defender o futuro da agricultura de regadio na União Europeia, essencial à produção de alimentos a preços competitivos, à fixação das populações no território e à protecção do Ambiente”.

A Federação sublinha que “as futuras políticas europeias de apoio ao investimento em regadio devem incentivar os agricultores a atingir metas ainda mais ambiciosas de eficiência do uso da água e não centrar os esforços no “corte cego” do uso da água em agricultura”.

A FENAREG defende que a PAC, para o período 2021-2027, deve “apoiar investimentos com base no aumento da produtividade económica da água (ou seja produzir mais kg de determinada cultura agrícola com o mesmo volume de água) e não com base na poupança de água obtida”.

BE avança com iniciativas legislativas sobre monoculturas

O Bloco de Esquerda entregou na Assembleia da República dois projectos de lei e um projecto de resolução sobre monoculturas.

Segundo o BE o objectivo destes projectos é “promover o ordenamento numa área tão sensível para o ambiente, a saúde pública e o futuro das próximas gerações”. Consideram ainda os bloquistas que “é preciso acabar com a impunidade e a ausência total de regras que só servem a especulação e nada têm a ver com uma agricultura sustentável”.

Leia e oiça também aqui.

Ucasul repudia e condena intervenção da deputada do PSD, de Nilza de Sena, sobre a sua fábrica de Alvito

Fábrica de Óleso, a libertar vapor de água.jpg

A Direção da Ucasul, manifesta o seu total repúdio e condenação, pelo conteúdo da intervenção da deputada do PSD por Beja, Nilza de Sena, questionando recentemente o Ministro do Ambiente e evocando a fabrica de Alvito como foco de perigo para a saúde pública. As mentiras utilizadas pela senhora deputada, que nunca esteve na fábrica da Ucasul, são elas sim, uma fonte inaceitável de poluição da opinião publica, e demonstram bem a sua forma de fazer política partidária.

A Ucasul, tem investido milhões de euros na sustentabilidade ambiental da sua atividade e, está quase a tornar-se na 1ª empresa do setor ibérico com eliminação total de efluentes líquidos e emissões gasosas. ...

(a Foto é antiga)

Governo disponibiliza apoios para travar Xylella Fastidiosa

oliveira-768x488.jpgO Ministério da Agricultura Floresta e Desenvolvimentos Rural tem disponível um montante global de dois milhões de euros, para apoiar a construção de estruturas de protecção em viveiros de plantas de espécies ornamentais, de fruteiras e de videiras susceptíveis à contaminação pela bactéria Xylella fastidiosa.

Em Janeiro, a bactéria foi detectada, em território nacional, que afecta um elevado número de espécies de plantas ornamentais e também espécies de culturas de elevado valor económico, como é o caso da oliveira, amendoeira, videira e figueira.

As candidaturas podem ser apresentadas, até dia 30 de Abril, através do portal PDR-2020 em www.pdr-2020.pt e do portal PORTUGAL-2020 em www.pt-2020.pt.

Pedro do Carmo defende respostas para os pequenos agricultores e para os territórios de baixa densidade

p carmo.jpgSegundo o deputado do PS eleito por Beja , é necessário "defender a necessidade de haver respostas para os pequenos agricultores e para os territórios de baixa densidade, com culturas e produções de pequena escala para o contexto europeu, mas de grande relevância local".
Pedro do Carmo sustenta ainda "haverem necessidades permanentes na sustentabilidade dos eco-sistemas, na manutenção das infra-estruturas rurais e nos apoios às actividades agro-alimentares que são pilares importantes da identidade das comunidades locais do Mundo Rural".

“Modelos de adaptação da pecuária extensiva na Europa às Alterações Climáticas” em debate em Mértola

A ADPM- Associação de Defesa do Património de Mértola realiza, hoje, uma reunião no âmbito das Jornadas de Discussão do projecto LIFE Live Adapt “Modelos de adaptação da pecuária extensiva na Europa às Alterações Climáticas”.

Porcos.jpg

O encontro é dividido em duas sessões: uma em que serão discutidos os impactos das alterações climáticas; e outra dedicada à partilha de medidas de adaptação que podem ser implementadas na pecuária extensiva na Península Ibérica.

Daqui e daqui.

Entrega de Prémios “Mais Alqueva Mais Valor” na EDIA

050620132247-399-rega.jpgRealiza-se nesta quinta-feira, dia 14, às 14.30 horas, no auditório da EDIA a cerimónia de entrega dos prémios “Mais Alqueva Mais Valor”.

Este ano na primeira edição, os Prémios “Mais Alqueva, Mais Valor”, têm como objetivo identificar e dar visibilidade às empresas, pessoas e instituições que contribuem para a eficiente utilização dos recursos naturais, com especial enfoque no recurso água e são uma iniciativa integrada no projeto ALA – Agendas Locais da Água no Alentejo, financiado pelo Fundo Ambiental e desenvolvido em consórcio liderado pela EDIA, com a Consulai e a Universidade de Évora.

“Olival no Alentejo: a revolução agrária 4.0 à volta do Alqueva”

thumbs.web.sapo.io.jpgHá uma mudança na paisagem do Alentejo. A reboque do olival intensivo e superintensivo a planície dourada está a dar lugar a um manto verde. Associações ambientalistas e investigadores (Universidade de Évora) alertam para os perigos dos pesticidas e pedem boa gestão da água. Agricultores (Olivum) e Câmara Municipal de Beja defendem que promove investimento, dinamiza a economia, cria emprego e fixa populações. O Ministério da Agricultura e entidades públicas (EDIA e INIAV) reforçam que não provoca danos ao ambiente.

Veja aqui a reportagem de Miguel Morgado, para o SAPO 24.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Essa e outras matérias, limitações sérias ao acess...

  • Anónimo

    Para ter voz na política não é preciso estar em qu...

  • Anónimo

    Mesmo que assim passasse a ser,os partidos que der...

  • Anónimo

    Para não perderem a voz na política há um partido ...

  • Anónimo

    O pão do dia a dia ou os privilégios e mordomias q...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.