Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
20
Nov 08

murmurou ainda Sidónio Paes, “Ao ser levado para a viatura presidencial, que o conduzirá, numa correria desesperada, ao Hospital de S. José”.

“Lisboa, 14 de Dezembro de 1918: pela primeira vez, o leitor pode viajar no tempo e seguir os últimos passos do Presidente-Rei através do homem que mudou, para sempre, o rumo da história do século XX português: José Júlio da Costa, o homem que matou Sidónio Paes.

Escrito numa linguagem simples e acessível, apoiado numa investigação de fundo de Alberto Franco e Paulo Barriga, este é um relato único e inédito, que o fará reviver a empolgante história do assassino do Presidente-Rei.”

No momento em que se assinalam 90 anos sobre a morte de Sidónio Paes, os autores, Alberto Franco e Paulo Barriga, convidam-nos a embarcar nesta viagem.

 

publicado por Zé LG às 23:56
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Foi uma gralha. Queriam dizer Pediatria!
Não tinha aberto o segundo link, tomei como certo ...
A mediocridade dos políticos de Beja.
não é algures, é aqui por cima, mas onde anda a AM...
no comunicado da DORBE do PCP aqui colocado aqui a...
Visitem o pavilhão da ULSBA na Ovibeja!
ou então desconhecem o que se passa, o que ainda p...
É demais! Como é possível terem coragem, se dizer...
Quando a voz dos aparelhos se sobrepõe à dos sabed...
Se não te demites faz um diagnostico de verdades e...
João Dias, demite-te!
Quem vai buscar lã mal preparado sai tosquiado.
Mais que verdade, infelizmente! Uma feira sem cham...
Entretanto li um outro comentário, não sei de que ...
Onde está isso da "falta de fraldas"?
blogs SAPO