Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

É meu!

O Alvitrando é meu, exclusivamente meu! - O meu brinquedo, na opinião de alguns; a manifestação do meu individualismo, na opinião de outros; a expressão do meu sentimento, pequeno-burgês, de posse; ou, ainda, a manifestação do meu pluralismo ou do meu desalinhamento partidário, conforme quem aprecia.

Mas o Alvitrando é, apenas e tão somente, a minha primeira experiência no novo mundo da blogosfera. Constitui, para mim, um novo espaço de intervenção cívica activa (desculpem o pleonasmo), onde dou as notícias e expresso as opiniões de acordo com os meus pontos de vista ou que considero de interesse pôr em discussão.

Todos os alvitres são da minha responsabilidade. Uns porque traduzem o meu pensamento e são da minha exclusiva responsabilidade, sendo só por mim subscritos. Outros porque, por qualquer razão, julgo de interesse colocar à consideração dos visitantes e refiro a respectiva fonte ou autoria.

Por mais indentificado que pareça com a área política que integro (a CDU) ou a força política (PCP) de que sou militante o Alvitrando não é a sua voz (escrita) oficial nem sequer oficiosa. Por mais crítica que lhes seja também não é seu adversário ou, muito menos, inimigo.

O Alvitrando é, apenas e tão só, um veículo através do qual intervenho, como entendo, na comunidade, na sociedade, na vida, no mundo...

Não predendo que o Alvitrando seja outra coisa para além disso. Não quero que seja uma cama de psicanálise ou sequer um espaço de discussão da minha pessoa, que julgo não se justificarem. Pretendo apenas que seja aquilo que referi na abertura: um espaço onde se dão alvíssaras por questões que julgo interessantes ou se colocam questões em debate, na convicção de que o devir colectivo será aquili que nós quizermos e de que formos capazes.

Por tudo isto, o Alvitrando será tanto mais meu quanto for nosso.

3 comentários

Comentar post

Comentários recentes

  • Anónimo

    Ainda há por aqui companheiros que não entenderam ...

  • Joao

    Os comunas de Cuba vêm busca los a Beja, será que...

  • Joao

    Ainda não passou ??

  • Ana Matos Pires

    Excelente sessão no Centro UNESCO, à inauguração d...

  • Anónimo

    Sim, veremos como os deputados se portam nesta mat...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.