Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Gosto de ouvir Mário Soares

teorizar sobre a situação política mundial, designadamente quando fala das crises financeira, económica, social, ambiental, etc. e da incapacidade que os governantes têm demonstrado de lhes fazer frente.

Já não gosto quando fala da política nacional, principalmente quando o PS está no poder, como é o caso, em que se desunha para justificar as medidas do governo, por mais lesivas que sejam dos que diz defender.

O egocentrismo e o sectarismo (os seus admiradores poderão chamar-lhes coerência e espírito de solidariedade) de Mário Soares fazem-no desempenhar um triste papel. Em vez de assumir a incapacidade (ou falta de vontade) do seu partido de pôr em prática o que diz defender, insiste em mistificar a realidade, em defender a governação por mais injusta que seja, como tem sido, e em tentar demonstrar que está de um lado da barricada quando, na prática, mostra estar do outro.

 

Comentários recentes

  • João Espinho

    @Anónimo 18:49 - isso é um desejo seu, não?

  • Anónimo

    O mais doce,aquele que mais têm contribuído para a...

  • Anónimo

    Até pode acontecer que o BE seja o terceiro partid...

  • Munhoz Frade

    Associo-me ao Lopes Guerreiro no seu lamento. Part...

  • João Espinho

    Ora bem. Pessoa amiga, entendida no método de Hond...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.