Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

É preciso discutir o que pode ser feito

Nesta pré-campanha eleitoral autárquica, como acontece sempre de resto, discute-se mais o que as autarquias difícilmente poderão fazer do que o que têm obrigação de fazer.

Muito se tem falado de desenvolvimento como se este se promovesse por ilhas. Como se os problemas de todo o Interior e do Alentejo, em particular, não fossem mais ou menos comuns a todos os territórios. Como se para que ele aconteça não fosse necessário uma política nacional de desenvolvimento regional da responsabilidade do governo.

Só assim se compreende algumas promessas: "criar x postos de trabalho", "não aprovarei mais nenhum projecto de instalação de uma grande superfície", "criação de agência para a captação de investimentos", garantias sobre o desenvolvimento de projectos como os de Alqueva ou do aeroporto...

E também convém compreender que os que avançam com estas promessas têm a sua quota parte de responsabilidade nessas questões que os partidos que têm estado no governo não têm resolvido e que fogem para elas porque não têm muito a apontar no que respeita às competências das autarquias a que se candidatam...

13 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Comentários recentes

  • Anónimo

    Ainda há por aqui companheiros que não entenderam ...

  • Joao

    Os comunas de Cuba vêm busca los a Beja, será que...

  • Joao

    Ainda não passou ??

  • Ana Matos Pires

    Excelente sessão no Centro UNESCO, à inauguração d...

  • Anónimo

    Sim, veremos como os deputados se portam nesta mat...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.