Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Convém não deitar foguetes antes de tempo...

Zé LG, 29.07.08

Satisfeito por receber o investimento da brasileira de aeronáutica (Embraer), o presidente da Câmara Municipal de Évora, José Ernesto Oliveira, disse que “O resultado disto tudo é o sucesso e a excelência” e que Évora está no “início de uma grande viagem” que a torna a “capital da indústria aeronáutica” em Portugal.

 

Importa, entretanto, não ignorar que Embraer fez questão de incluir no acordo assinado com o Governo português que “Palavras como “acredita”, “pode”, “poderá”, “estima”, “continua”, “ante­cipa”, “pretende”, “espera” e termos similares têm por ob­jectivo identificar expectativas”, para acautelar eventuais dificuldades que se levantem à sua concretização.

 

 

Já agora pergunto: O que levou o Governo português a escolher Évora para a instalação destas indústrias? Porque não Beja ou outra cidade com aeroporto? Que critérios determinaram tal escolha? Espera-se que não seja a repetição do que se passou há três anos

4 comentários

Comentar alvitre