Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Será que a tradição se vai manter?

Zé LG, 08.04.08

de um vencedor diferente em cada edição, na 26ª Volta ao Alentejo em Bicicleta, que sai para a estrada em Ferreira do Alentejo, no dia 9,  e volta a terminar em Évora, no dia 13, com o seguinte percurso: 

Dia 9 – Ferreira do Alentejo, metas volantes em Aljustrel (50,8 kms) e Odemira, contagens de montanha de 4ª categoria em Colos (87,7 kms) e Taliscas (142,9 kms), e Odemira, depois de 195,6 kms cumpridos.

Dia 10 – Zambujeira do Mar, metas volantes em Castro Verde (90,7 kms) e Aljustrel (113,2 kms) e Ourique, depois de 173 kms percorridos. 

Dia 11 - Contra-relógio individual com 31 kms entre Nossa Senhora das Neves e Beja. 

Dia 12 -Fluviário de Mora, com meta volante em Avis (38,3 kms) e prémios de montanha em Cabeço do Mouro, de 2ª categoria (114,4 kms), Monte Paleiros, de 3ª categoria (135,7 kms), Porto Espada, de 4ª categoria (148,5 kms) e Rabaça, de 3ª categoria (168,3 kms), para além do de 1ª categoria, coincidente com a meta final na Serra de S. Mamede (Portalegre), a 1.025 metros de altitude, quando estiverem cumpridos 183,3 kms. 

Dia 13 – Partida e chegada de Évora, com duas metas volantes em Vila Viçosa (121,4 kms) e no Redondo (140,4 kms) e um prémio de montanha em Arraiolos (59,3 kms).