Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Central de produção de energia prevista para Alvito

Zé LG, 18.03.08

A empresa Mariano Lopes e Filhos, instalada em Alvito (Beja) e propriedade da União de Cooperativas Agrícolas do Sul (UCASUL), pretende construir uma central de produção de energia, a partir de biomassa, para aproveitar o esperado aumento de bagaço de azeitona oriundo dos lagares do Alentejo, com a exploração dos novos olivais, muitos de espanhóis.

«Será mais uma forma de valorizar o bagaço», além da extracção de óleo e da produção de bagaço tratado que já são feitas na empresa, disse Aníbal Martins, responsável da UCASUL, acrescentando que a empresa está a «desenvolver diligências» junto do Ministério da Economia para «obter licença para a central», já que, até agora, «têm sido atribuídas licenças sobretudo a centrais de biomassa a partir de resíduos florestais»,.

Além da central de biomassa «alimentada» a bagaço, com uma potência instalada de três megawatts (MW), o projecto, orçado em 25 milhões de euros, prevê também a instalação de uma outra central de produção de energia, a partir de gás natural, com uma potência de 15 MW.

As duas centrais poderão começar a funcionar «entre dois a três anos após a obtenção da licença», previu Aníbal Martins, referindo que «já há três parceiros interessados no projecto», uma empresa portuguesa e dois grupos, um espanhol e outro belga.