Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

O Vaticano às voltas com os fantasmas da sexualidade

Zé LG, 29.11.05
A Santa Sé avança com as regras para a admissão aos seminários e regras religiosas. De fora ficam todos os que tenham tendências homossexuais, tenham praticado actos homossexuais ou defendam a chamada «cultura gay».

A responsabilidade final na avaliação de cada candidato à ordenação cabe aos bispos, que de acordo com as indicações dos directores dos seminários, devem assegurar-se das qualidades do rapaz para ser padre, da sua maturidade e garantir que o mesmo não tem, segundo o texto, «distúrbios sexuais incompatíveis com a sua missão».

PERGUNTAS QUE A NOTÍCIA SUGEREM:

- Como é que os bispos fazem a avaliação?

- A Santa Sé não exclui os pedófilos, desde que não sejam homossexuais?

- A Santa Sé admite no seu seio quem tenha tendências sexuais ou, mesmo, praticado actos sexuais, desde que não sejam homossexuais?

- Porque é que só os candidatos a padre não podem ter “distúrbios sexuais incompatíveis com a sua missão”? Os que já são padres podem? Quais são os “distúrbios sexuais” compatíveis “com a sua missão”?

- Não seria melhor que, os dignitários da Igreja que tais regras definiram, exorcizassem todos os seus fantasmas sexuais, sejam eles homo ou hetero? Não seria melhor viverem a sua sexualidade com naturalidade?

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.