Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Soares - Louçã

O debate entre Mário Soares e Francisco Louçã, esta noite na RTP, mostrou:

- Um candidato a querer ser simpático, paternalista, institucional, consensual, moderado para não atacar o concorrente nem os problemas, nem muito menos o governo e a situação do país e da União Europeia. Um candidato da situação, que não mostra ter condições para enfrentar seja o que for. Fez mal em não ter permitido o aparecimento de um único candidato à esquerda. Faz mal em formalizar a sua candidatura.

- Outro candidato a falar claro mesmo quando se trata de questões fracturantes, acutilante, frontal, ágil na apreensão e respostas às questões. Um candidato que se mostra empenhado em romper com o estabelecido, em enfrentar os problemas por mais delicados que se apresentem e rasgar novos horizontes. Que assume uma pose institucional sem pôr em causa as suas posições político-ideológicas mesmo nas situações mais sensíveis.

Mais uma vez me pareceu tratar-se de um debate entre o velho e o novo (não só na idade.. ), entre o passado e o futuro, entre a situação e a mudança, entre a acomodação e resignação e o inconformismo e a indignação perante a situação.

Mais uma vez, acho que Francisco Louçã esteve melhor.

1 comentário

Comentar post

Comentários recentes

  • Anónimo

    Caro vizinho. Não são as redes sociais que têm rev...

  • Anónimo

    E um hospital privado ,novinho em folha,para Beja....

  • Anónimo

    Heloísa Apolónia, a eterna deputada por um partido...

  • Anónimo

    vccdm

  • Anónimo

    Fomos "encaixando" durante anos, que a acção e a i...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.