Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Cidadania e participação

Ontem, realizou-se, no Centro Cultural de Alvito, a programada “Reflexão Debate sobre o Exercício da Cidadania Hoje”, que contou com a presença de umas setenta pessoas, a maioria de fora do Concelho.

 

Foi um encontro interessante e, nalguns momentos, emocionante como quando foi dito o poema “Liberdade” ou cantadas cantigas do Zeca Afonso e do Adriano Correia de Oliveira,

 

As principais conclusões deste debate, que contou com intervenções de muitos dos participantes, terão sido:

- A cidadania é um processo de construção contínua, sobre o qual existem, naturalmente, opiniões diversas;

- A cidadania constrói-se a partir de pequenos gestos, como o de reparar um buraco na calçada da nossa rua;

- As pessoas só acreditam na gestão participada se, de facto, a sua opinião contar para alguma coisa. Se for só para dar opinião, sem consequências, deixarão de participar.

 

Parece-me ainda importante referir um aspecto que me parece muito curioso. Em Alvito, como em poucos outros concelhos, realizam-se acontecimentos importantes e interessantes, como este debate, que trazem ao Concelho muita gente, mas com alheamento dos naturais do Concelho.

 

Parece que o exemplo da Feira dos Santos influencia todos os outros. Ou não é verdade que nela participam largos milhares de pessoas, sendo as de Alvito uma pequena minoria e havendo algumas destas que acham que a Feira só serve para incomodar?

3 comentários

Comentar post

Comentários recentes

  • Ana Matos Pires

    Reaças são os gajos, e sonsos comó caraças.

  • João Espinho

    @anónimo 15:19 - não me sentiria bem representado ...

  • Anónimo

    Dra, nota-se ainda uma costela do pai...a sua posi...

  • Anónimo

    JE se votássemos nas pessoas que melhor nos poder...

  • Ana Matos Pires

    Acho sempre maravilhosas estas observações sobre a...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.