Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Cemitério egípcio em Alqueva

Um cemitério do tempo dos antigos egípcios foi descoberto junto da barragem do Alqueva, durante os trabalhos de construção de uma subestação de electricidade, na fronteira dos concelhos da Vidigueira e Portel.

 

Foram localizadas câmaras funerárias circulares de tecto em abóbada, a mais de três metros de profundidade, que albergavam várias dezenas de esqueletos, em excelente estado de conservação, de homens, mulheres e crianças do Neolítico, juntamente com ossos de animais – provavelmente relacionados com oferendas – e artefactos, como pulseiras em corno. No entanto, e ao contrário do que é usual neste tipo de necrópoles, não foi encontrado qualquer tipo de cerâmica.

 

"Não eram conhecidas estruturas deste género em Portugal senão no Algarve e na região de Lisboa”, conforme explicou ao "Público” o arqueólogo António Valera, responsável pela escavação.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Com tanta agro-industria de capital exclusivamente...

  • Anónimo

    Falar de obscurantismo quando se fala de maçonaria...

  • Coiso

    É o melho k o DA tem... A pattir da pag 2 é só m.....

  • João Espinho

    @Anónimo19.09.2019 21:40 - Está bem.

  • Anónimo

    Não preveja reforço da votação no PS porque isso s...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds