Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

6 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 09.11.2013

    Mas passa-se alguma coisa na ULSBA que tenha que ser investigado,porque o CA não informa? Se há,então que faça uma investigação jornalística capaz, que permita responder a dúvidas que tenham interesse para o cidadão/potencial utente e aos profissionais.Esqueçam os interesses dos partidos
    do arco governativo e agora a CDU na Camara a dar uma mãozinha/cenoura ao PSD local.Direi,muito bem Sr. Deputado João Ramos,não foi o primeiro mas foi o mais eficaz!Lado a lado ao Sr. Ministro informa a população que vão ser colocados Psiquiatras.Queira Deus,não aconteça como aos que já foram colocados-voaram rapidamente daqui!E parece que eram bons!O utros interesses estão instalados,atenção ao DA,investigue!
    Sr. deputado Pita Ameixa,recorreu, e muito bem, ao Sr. deputado Oscar Gaspar(ex secretário de estado da saúde)para dizer que a falta de um elemento ,Director Clinico hospitalar,no CA da ULSBA "é uma questão de saúde pública"?Confesso ,mesmo com muito boa vontade,que não consegui perceber que esse problema,porque o é, é no seu entender uma questão de saúde pública.Mas o senhor deputado, diga-se ex da saúde porque não ficou na nossa memória,refere que o "Conselho de Administração está constituído de forma irregular e funciona de forma irregular",acrescentando que se houver algum problema de saúde numa área é complicado porque alguém vai ter que se responsabilizar muito seriamente.Então o ex secretário da saúde já se esqueceu que nos hospitais há Directores de Serviço, nomeados pelo CA,chefes de equipa de urgência que respondem pelos problemas dos Serviços que chefiam?E este CA tem Presidente do Conselho de Administração.E sabe pelo que responde o Presidente do CA,Sr. deputado?É que não se lembra,o Dr. Pita Ameixa,dignissímo deputado do Distrito eleito e que nos representa há vários anos,que o anterior Conselho de Administração esteve em funções cerca de dois anos sem o seu Presidente?Aí sim,teriámos agradecido,nós os profissionais e indirectamente a população, que levasse o problema ao Senhor Ministro de então, para que este o resolvesse e não se perpetuasse no tempo essa ausência de CA ,porque não há órgão sem Presidente!Direi que já estamos habituados a órgãos ,pelo menos irregulares.. mas não estamos esquecidos ,Sr. deputado!Não vi o DA escrever sobre isto uma linha,muito menos o fez o Correio Alentejo.
    Refere então o anónimo anterior que o DA não tem o"panfletarismo" de outrora e por isso discorda do que referiu EM.Então o que são estas duas folhas ,com títulos de caixa alta que nada informam,a não ser servirem os interesses do PS em oposição e do PC local?Missão cumprida.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 10.11.2013

    Como não é um problema de saúde pública? A Direcção Clínica tem competências próprias definidas na lei, que não podem ser delegadas em outros membros do conselho de administração. Quem assume a responsabilidade, por exemplo, pela autorização expedita de certo tipo de medicamentos? A quem reportam os Diretores dos Serviços clínicos? Quem coordena a articulação entre as várias Especialidades do Hospital? Quem controla a Qualidade dos actos médicos? E outras, muitas outras funções. Um Hospital sem Direcção Clínica? Isto é terceiro mundo? Isto é anarquia? Isto é normal num país da Europa? Como quer a administração da ULSBA que os seus utentes entendam que estão bem entregues?
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 10.11.2013

    Sr.anónimo da 00:16
    Explique-me lá o que é uma "autorização expedita de certo
    tipo de medicamentos"?
    Todas as outras questões tem resposta ,como sabe,ao nível de uma direcção clinica,por essa razão o órgão tem um director clinico com funções expressas na lei.São funções de gestão /organização clinica.São essas que faltam na ULSBA.Esse facto é um problema que urge resolver porque o órgão é multidisciplinar,mas nem com muito boa vontade ,se tipifica como um problema de saúde pública.Muito menos esse título de" letras gordas"para o Zé Povinho ...O que ficarão a pensar os leitores menos informados?Se calhar perguntarão: poderemos ir à urgência?E ficar internados? É preciso ter cuidado com a utilização politica destes factos!Há limites que têm que ser observados!A" saúde",melhor a prestação de cuidados de saúde é um tema que pela sua especificidade exige cuidada abordagem,mais ainda se considerarmos o nível de literacia em saúde e em informação das populações,em particular no nosso distrito envelhecido.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 10.11.2013

    Os leitores de jornais não são iletrados. Percebem muito bem o significado da expressão Saude Publica.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 10.11.2013

    Não é verdade.A iliteracia em saúde é um facto conhecido e assumido.Os políticos sabem isso e os Directres dos jornais também. É por isso que usam e abusam dela,sem contribuírem para melhorar esse nível.INFORMANDO.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.