Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Foram quatro anos de costas viradas para as soluções”

Zé LG, 26.10.13

A derrota eleitoral de Jorge Pulido Valente (JPV) nas eleições autárquicas em Beja, com apenas um mandato cumprido, é o melhor exemplo do pior.

… a verdade é que JPV não perdeu as eleições no dia 29 de Setembro, começou a perdê-las no dia em que as venceu em 2009 e acentuou essa derrota ao longo de quatro anos, por opção própria e com responsabilidades exclusivas.

Tenho o cuidado de não atribuir essa derrota ao PS. É tão injusto fazê-lo quanto indigno e egocêntrico foi JPV ao ignorar o PS ao longo de quatro anos.

Com tanta asneira política cheguei a pensar se não teria a vontade de perder as eleições. Percebo hoje que não, foi apenas incompetência política e uma personalidade muito própria e quezilenta que se sobrepôs a tudo e a todos e que destruiu a esperança e a ilusão de muita gente que desejou mudar os destinos de Beja.

Em quatro anos JPV foi um presidente implicante e divisionista, quando tinha a obrigação de ser agregador e garante de estabilidade, em confronto com as pessoas e com as instituições e contrário aos consensos.

Foram quatro anos contra a natureza da política! Com uma necessidade inatural de mediatismo, mesmo que para isso fossem escolhidos os caminhos do conflito. Também foram quatro anos de costas viradas para as soluções, procurando sempre e exclusivamente impor uma vontade, uma visão e um conceito a tudo e a todos. Enfim, o exemplo da governação que afasta os cidadãos da política!

 

Leia todo o artigo de opinião de Jorge Barnabé, em: http://www.alentejoemlinha.pt/o-melhor-pior-exemplo/

19 comentários

Comentar alvitre

Pág. 1/2