Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Modernidade assim, não obrigado!

Zé LG, 15.10.06

Muitos políticos, e Sócrates é dos mais insistentes, usam e abusam da palavra modernidade. E é nome dela que tomam as medidads mais polémicas e graves para a maioria dos portugueses. Dizem que é para Portugal ser mais moderno...

Mas, se a modernidade do país implica acabar com, ou reduzir, os direitos conquistados, principalmente depois do 25 de Abril, eu digo: Não obrigado!

Se ser moderno implica que o aparelho produtivo seja destruído. os ordenados não acompanhem o custo de vida, as reformas sejam desçam , as taxas moderadoras subam, as proprinas subam e cada vez a distância entre ricos e pobres seja maior, então repito: Modernidade assim, não obrigado!

A modernidade deve ser outra coisa: Mais progresso e mais justiça social! Esse deve ser o caminho do futuro e esse devia ser sentido das reformas.

1 comentário

Comentar alvitre