Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

A INCLUSÃO É UMA OBRIGAÇÃO DA SOCIEDADE E UM FACTOR DE DESENVOLVIMENTO

O governo / Ministério da Educação está a tratar mal as nossas crianças, principalmente as que precisam de ensino especial. Não cumpre a legislação - há turmas com mais de 20 alunos e com mais de 2 a precisarem de apoios especiais, os professores de ensino especial, tal como os auxiliares são em número muito insuficiente e não há terapeutas. Já nem falamos na Inclusão e na importância que ela tem para progresso da sociedade e o desenvolvimento humano (não só dos que precisam de apoio mas também de todos os outros), porque os "contabilistas" - desculpem os profissionais, que muito respeito - que estão no governo só se preocupam com cortes na despesa pública... É triste que os pais tenham que exigir o cumprimento da legislação, que o governo devia cumprir. Ainda por cima em situações destas.

Estas crianças não são cidadãos de segunda, embora para estes senhores assim pareça. Têm apenas necessidades especiais, que deveriam merecer mais atenção e não ser relegados para o fim da lista de preocupações dos responsáveis. Com estes cortes, o governo está a impedir desenvolvimento dessas crianças com as consequências daí advenientes, não só para elas mas também para a sociedade em geral.

A falta destes apoios não afecta apenas estas crianças, mas todas as outras, que, desta forma, têm menor atenção por parte dos professores e dos auxiliares.

E se aumentar a insegurança e, consequentemente os incidentes e acidentes daí decorrentes, quem responde por isso?
Cortar nos serviços essenciais de apoio às nossas crianças é cortar no futuro. E um Povo sem futuro...

1 comentário

Comentar post

Comentários recentes

  • Anónimo

    Está tudo dito... nada a acrescentar! Incapacidade...

  • Anónimo

    "O Ministério do Planeamento anunciou esta quinta-...

  • Anónimo

    Se os autarcas locais , independentemente da cor p...

  • Anónimo

    Conordo em absoluto com o comentário anterior.O di...

  • Anónimo

    O problema é que em Beja este ou outro tema verdad...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.