Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“A redução de camas é uma orientação nacional e até uma tendência em conformidade com as melhores práticas clínicas”

Zé LG, 09.09.13

 

Em resposta à solicitação do Praça da República o Hospital de Beja – Administração esclarece:

«Refira-se que a Redução de Camas é apenas uma das várias matérias que consta de um trabalho realizado por um grupo de peritos a pedido deste MS para melhor implementar as medias e reformas decorrentes do MemO celebrado com a Troika.

A este propósito há meses o CA da ULSBA esteve numa reunião de âmbito nacional, onde foi apresentado o n.º de redução de camas para todo o país em que no Alentejo era cerca de 100 camas nos 4 Hospitais.

Durante o 1.º Trimestre deste ano o CA da ULSBA em reunião com o CD da ARSA foi confrontado com a proposta de redução de 34 CAMAS, proposta que não aceitámos e que após meses de reuniões acabou numa redução de 24 camas em dois anos.

Acresce que acontece que muitas vezes as camas hospitalares estão ocupadas não por necessidade de cuidados de saúde mas por carência social dos doentes (consumindo hotelaria), sendo em média o custo de uma cama de 500,00€ por dia.

Portanto a redução de camas é uma orientação nacional e até uma tendência em conformidade com as melhores práticas clínicas.

Temos é que reforçar o trabalho de complementaridade com os Centros de Saúde e com toda a Rede Social.”

Leia toda a resposta em: (http://www.pracadarepublicaembeja.net/2013/09/a-minha-cidade/hospital-de-beja-administracao-esclarece/)

69 comentários

Comentar alvitre

Pág. 1/2