Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“NÃO ESTÃO GARANTIDAS NO HOSPITAL DE BEJA AS CONDIÇÕES NECESSÁRIAS AO ADEQUADO TRATAMENTO DE DOENTES ONCOLÓGICOS”

«JOSÉ JORGE MUNHOZ FRADE, LICENCIADO EM MEDICINA, PORTADOR DA CÉDULA PROFISSIONAL Nº 21433, EXERCENDO EM REGIME DE EXCLUSIVIDADE AS FUNÇÕES DE ASSISTENTE HOSPITALAR GRADUADO DE MEDICINA INTERNA NO HOSPITAL JOSÉ JOAQUIM FERNANDES – BEJA, VEM, POR IMPERATIVO DEONTOLÓGICO E PERANTE A ACTUAL INEXISTÊNCIA, NA UNIDADE LOCAL DE SAÚDE DO BAIXO ALENTEJO, DO RESPECTIVO ÓRGÃO TÉCNICO DIRIGENTE DE TOPO HIERÁRQUICO – DIRECÇÃO CLÍNICA – PUBLICAMENTE DECLARAR NÃO ESTAREM GARANTIDAS NO HOSPITAL DE BEJA AS CONDIÇÕES NECESSÁRIAS AO ADEQUADO TRATAMENTO DE DOENTES ONCOLÓGICOS, DESIGNADAMENTE QUANDO O SEU INTERNAMENTO EM SERVIÇO ESPECÍFICO É IMPRESCINDÍVEL.
BEJA, 3 DE SETEMBRO DE 2013»

Munhoz Frade a 3 de Setembro de 2013 às 09:58, in: http://alvitrando.blogs.sapo.pt/2515181.html?view=5692653#t5692653

 

Obrigado, Munhoz Frade, pela tua persistência no esclarecimento da opinião pública sobre o que se está a passar no nosso Hospital e que tantos problemas poderá trazer a uma população tão carenciada, como é a da nossa região!

Quando muitos (quase todos) se calam e se acomodam como se nada de grave se estivesse a passar e, apesar, da tentativa de te calarem, tu não te calas perante o que consideras ser uma maldade que nos estão a fazer.

Vamos ver quem, perante mais este teu grito de alerta, vai reagir na defesa das condições necessárias ao adequado tratamento de doentes - oncológicos hoje, amanhã de qualquer outra especialidade.

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 20.10.2017 00:00

    Que matéria interessante.Fico com curiosidade pelos próximos folhetins.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 20.10.2017 08:31

    Um certo ex-deputado do PSD vem a terreiro defender o acordo com a Misericórdia e dizer que foi o Estado que não cumpriu. Note-se que mesmo depois de entregue, a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo continuou a custear despesas de manutenção e administrativas do Hospital de Serpa. (No tempo do anterior CA, até para dar boleia para o Palácio de São Bento a ULSBA servia...) O protocolo firmado pelo governo PSD/CDS não trouxe qualquer melhoria de acesso aos cuidados diferenciados relativamente à situação anterior. Nem sequer a população de Serpa e de Moura beneficiou da proximidade, como antes acontecia. Apesar de instado por um deputado do PS a revelar os termos do acordo, o então ministro Paulo Macedo nunca terá fornecido detalhes aos parlamentares, mantendo a obscuridade do negócio.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Passaram por cá

    (desde 15-01-2011)

    Comentários recentes

    • João Espinho

      Obrigado.

    • Ana Matos Pires

      Dia 5 de outubro.Não são seis propostas, são três....

    • r

      está uma ruptura na praça da republica, em Beja, d...

    • João Espinho

      Exposição ficará patente ao público até quando? Ob...

    • Ana Matos Pires

      A propósito de Silos, estão todos convidados. Apar...

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Sigam-me

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    subscrever feeds