Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alentejo vai ter tratamento mecânico e biológico de resíduos sólidos urbanos

Para melhorar a separação mecânica dos resíduos e transformar a matéria orgânica em composto, através de um tratamento biológico, evitando que seja depositada em aterro, vai ser construída em Beja uma central de tratamento mecânico e biológico de resíduos sólidos urbanos.

Já adjudicada, a construção deste sistema inovador e com benefícios económicos para os municípios envolvidos aguarda apenas o visto do Tribunal de Contas, conforme explicou o representante da Resialentejo, António Afonso. 

Com uma capacidade de tratamento de 30 mil toneladas de resíduos ao ano, a construção desta unidade integra-se num projecto global candidatado a fundos comunitários, através do Programa Operacional de Valorização do Território que garante a comparticipação de 50 por cento da verba usada. Além da Resialentejo, as outras entidades envolvidas no projecto global, que incluiu a construção de outra central em Évora, são a GESAMB – Gestão Ambiental e de Resíduos, com sede em Évora e a Associação de Municípios do Alentejo Central.

A unidade de Beja que vai ser construída no parque ambiental da Resialentejo e que deverá ficar concluída em 2014, tem um valor global de sete milhões de euros, metade dos quais são comparticipados.

Com este processo, a deposição em aterro pode ser reduzida em mais de 50 por cento.

In: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=921

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Essa e outras matérias, limitações sérias ao acess...

  • Anónimo

    Para ter voz na política não é preciso estar em qu...

  • Anónimo

    Mesmo que assim passasse a ser,os partidos que der...

  • Anónimo

    Para não perderem a voz na política há um partido ...

  • Anónimo

    O pão do dia a dia ou os privilégios e mordomias q...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds