Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

4 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 23.08.2013

    Anonimo das 10h00
    Tem algum problema ser empregado da caixa agricola? pelo menos tem currículo fora da politica já esse dr penetra que defendes de dentes cerrados que raio fez para alem da politica?
    Falas ai dos homens do betão e bem que devem ser lembrados, pois o povo de viana não se irá esquecer deles tão depressa, sabes porque fugiram de viana, não foi por vergonha pois isso é coisa que não têm, foi por medo que algum dia algum vianejo a quem devem muito dinheiro se passe da caixa dos pirolitos e lhes pregue uma valente surra.
    Quanto à politica social deste executivo só te digo que fizeram mais num mês que os outros em 30 anos.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 23.08.2013

    O problema não é ser empregado da caixa, é usar o lugar na câmara para favorecer a sua entidade patronal.
    E o outro problema é a sua parvoíce, ao fazer uma afirmação como a que está na sua ultima frase. Qualquer ponta de credibilidade que pretendesse ter até ai, com a ultima borrou a opa toda.
    Não defendo o Penetra com unha e dentes, mas o currículo do homem está escrito e já tinha feito muita coisa antes da politica.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 23.08.2013

    Desemprego foi aquilo que os Cavaleiros do Betão e os seus mandatários,Penetras e outros, andaram a promover anos a fio no concelho de Viana. Exemplo disso foi a troca da Fratejo por uma urbanização ilegal. Bastava o Penetra e o Estêvão terem dito que não ao negócio da urbanização - era o que tinham que dizer já que se tratava/trata de um terreno indústrial - para viabilizar a compra pelo outro interessado da área das rações, que queria retomar a produção. Essas e outras, como as quintinhas, colocaram a Judiciária à perna destes senhores. Isso se calhar não nos dá mau nome? Como é que estas pessoa que viraram as costas ao concelho teem cara para se voltarem a candidatar? Quando começou o "Foi a CDU, foi a CDU", laboravam em Viana metalomecânicas, pedreiras, lagares de azeite, o pequeno comércia era dinâmico e florescente. Tinhamos menos betão mas tinhamos economia. Os autarcas, irresponsáveis, deixaramcentros das povoações a apodrecer. Os Cavaleiros do Betão enriqueceram a vender casas a toda a gente. Casa caras e de má qualidade. Agora as pessoas teem de emigrar para pagar aquilo de que não precisavam e que não vale metade do que vão pagar, durante mais de quarenta anos. Como é que ainda teem coragem de vir falar das pessoas que vocês próprios entalaram? Quem vos mandatou?
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.