Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Évora em 1ºlugar e Beja em 4º lugar num estudo sobre competitividade

Zé LG, 02.10.06

Um estudo sobre competitividade, elaborado em co-autoria por Paulo Mourão, professor do Departamento de Economia da Universidade do Minho, e o economista Júlio Miguel Barbosa, divulgado este fim-de-semana, coloca Évora em 1ºlugar e Beja em 4º lugar.

O estudo aplicou às capitais de distrito portuguesas o mesmo método que o Fórum Económico Mundial utiliza para elaborar anualmente o 'ranking' da competitividade mundial.

Para compor o índice de competitividade global, os autores utilizaram quatro sub-índices, que medem a competitividade demográfica, a laboral, a empresarial e a de conforto e basearam os cálculos no Atlas das Cidades de Portugal, publicado pelo INE em 2002.

O estudo foi realizado em 2005 e, apesar de se basear em dados com três anos, mantém-se actual porque "as grandes características populacionais são analisadas em ciclos de dez anos, pois não apresentam alterações estruturais significativas”.

No geral o estudo reconhece que há um potencial de competitividade nas cidades do interior, sobretudo no indicador de conforto, ou seja, "em tudo o que está ligado à promoção do nível de bem-estar das famílias".