Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
24
Abr 13

publicado por Zé LG às 17:10
Parece um gato...
Anónimo a 24 de Abril de 2013 às 18:05
Comissão de Honra da Candidatura de Lopes Guerreiro à Câmara de Beja?
ze a 24 de Abril de 2013 às 18:49
Como é possível que o emplastro (Pulido cabecinha de rola) não tenha conseguido ficar na foto??????
pASSARINHO a 25 de Abril de 2013 às 00:19
Monumento ao Associativismo Agrícola? Ah, ah, ah, ah!!! Mais umas dezenas de milhares de euros esturricados, é fartar ó vilanagem. Se há coisa em que nós somos mesmo bons é no associativismo agrícola, especialmente aqui no Alentejo. Falar disso na altura em que celebrarmos o golpe de estado do 25 de Abril, até é surrealista. Quem não se lembra (os mais velhos), no verão quente, das ocupações nas herdades e empresas, com a expulsão dos “fascistas exploradores”? E da forma mais que brilhante como comunistas e outras esquerdas alucinadas lideraram o processo de transformação de trabalhadores semianalfabetos em gestores de “sucesso”? Onde é que estão essas cooperativas?

Dantes eram cooperantes, agora são associados. Dantes mexiam nos dinheiros da cooperativa, agora queimam os fundos dos programas da CEE - os chicos-espertos. Nunca souberam o que é chegar ao fim do mês e não ter dinheiro para pagar aos empregados. Ou o que é ser patrão mas o último na folha de pagamentos. Agora ensinam o empreendedorismo.

Se os capitães de Abril não tivessem feito aquele golpe de estado (para arrumarem a sua vida), talvez a revolução que germinava na sociedade Portuguesa tivesse realmente acontecido. Não teria sido com cravos, seguramente alguns de nós teríamos ficado pelo caminho, mas estou convencido que Portugal seria hoje um País melhor.

Anónimo a 25 de Abril de 2013 às 11:46
O que sucedeu em 25 de Abril de 1974 foi um golpe de estado tendo como pano de fundo a incapacidade de o regime de então de lidar com o problema da guerra colonial, dada a exaustão das Forças Armadas e o facto de a mesma estar quase a ser perdida na Guiné. A que depois se seguiriam certamente as outras colónias.

É uma verdade histórica que nem os partidos da oposição de então estavam a par, e assim, nada nem ninguém estava preparado para o que depois aconteceu e sobretudo aqui no Alentejo.

Pelo que tudo o que se passou não foi mais nem menos, do que a luta pelas terras e o poder daí decorrente. ALlÁS SECULAR.
Foi assim desde que o Homem se sedentarizou. Se pensarmos e nos lembramos das invasões desta terra por romanos e árabes, nas ocupações das terras dos nobres pelos burgueses do Liberalismo e mais recentemente pelas comissões de trabalhadores no pós-25 de Abril de 1974.

Logo e quanto ao monumento, não é mais do que um simbolo do poder dos atuais donos das terras, que têm na Ovibeja a sua fase mais visivel e de propaganda.
E digo isto sem o minimo de desconsideração pelos mesmos. Antes pelo contrário. São eles e deles que se espera a salvação do Alentejo e em particular do distrito de Beja da desertificação humana e descalabro sócio-económico em que se encontra. Já que o Estado e os politicos não só deixaram-no chegar ao estado a que chegou, como demostram uma incapacidade quase total para inverter a situação.
Mangas a 25 de Abril de 2013 às 12:43
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
O bom funcionário vive feliz e saudável, quando to...
às 11H00?
safa, aqui aprende-se pouco, ou mesmo nada!
A loucura anual, para depois ano após ano ficar tu...
Cada um lê aquilo quer e vossemecê não tem nada a ...
E o anonimo(a) das 11:24 leu, senão, leia, é capaz...
Que triste pasmaceira!
Estes não se preocupam com coisa alguma e não se ...
Passaram cinco anos. Mudou governo e administração...
Saudável era a dieta daquele ministro obeso. Os ca...
Ambiente saudável...
podia ter colocado uma foto da sala de macas da ur...
Tal como o cartel dos madeireiros.
e não é para menos! Vamos continuar a rir? Porque ...
Passando agora dos investidores chineses para os e...
blogs SAPO