Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

O Bloco de Esquerda e o “Por Beja com todos”

Alguns têm falado, escrito e especulado sobre as perigosas relações entre o Bloco de Esquerda e o movimento independente e plural “Por Beja com todos”, insistindo em apresentar este como um simples instrumento daquele.

Como estive desde o princípio neste processo, apresento aqui os factos.

Há cerca de um ano e na sequência de outros contactos anteriores, fui contactado por pessoas do BE para saberem da minha disponibilidade para me candidatar, pelo Bloco, à Câmara de Beja. Respondi-lhes que a minha disponibilidade não era muita, quer por razões familiares, quer também por falta de disposição.
Disse-lhes também que, atendendo à situação do concelho, me parecia existirem condições únicas para a criação de um movimento independente e plural, que fomentasse a cidadania activa, envolvesse pessoas que não se revêem nos partidos e avaliasse um eventual candidatura às autarquias do Concelho de Beja. E que para projecto destes me sentia motivado, por dever de cidadania.
Concordaram com a minha análise e mostraram-se receptivos a envolverem-se individualmente no processo, admitindo o apoio do BE a uma eventual candidatura autárquica do movimento, se esta não pusesse em causa alguns princípios gerais do partido.
E foi assim que, algum tempo depois, se iniciaram as reuniões do “Por Beja com todos”, para que foram sendo convidadas pessoas de várias proveniências, com a preocupação de assegurar a sua independência e pluralidade.
Logo nas primeiras reuniões se definiu que o movimento devia ter dois objectivos, cujas dinâmicas se alimentariam mutuamente: a construção de um Projecto Alternativo Independente para Beja, a longo prazo, envolvendo todos os que nele quisessem participar; e uma eventual candidatura às autarquias do Concelho de Beja, que, entre outras coisas, contribuísse para uma nova forma de fazer política, mais integradora e que esbatesse a acentuada bipartidarização, que nos últimos anos não se tem mostrado útil ao concelho.
A apresentação pública do “Por Beja com todos” teve lugar no princípio de Novembro e depois disso é pública a sua actividade.
O BE, enquanto colectivo partidário, nunca teve qualquer intervenção no Movimento, tendo inclusive travado a participação de alguns dos seus militantes, de forma a evitar qualquer predomínio no seu funcionamento.
Qualquer um dos que tem participado nas actividades do “Por Beja com todos” pode atestar esta postura do BE e a democraticidade, a independência e a pluralidade do Movimento.
O “Por Beja com todos” é um movimento que a concorrer às eleições autárquicas o fará em listas de cidadãos e que não servirá de cobertura a qualquer lista partidária. Os seus membros são livres de participarem como e onde entenderem.

Autor: Lopes Guerreiro - Publicado AQUI.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Comentários recentes

  • Anónimo

    O Alvitrando só se anima quando há escândalos...

  • Anónimo

    Pode-se até concordar em parte com isso! Mas o Alv...

  • Anónimo

    Na prática:- EscOteiros: sem religião definida;- E...

  • Anónimo

    Exactamente!

  • Anónimo

    Um bom exemplo! Que aliás deveria ser replicado co...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds