Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Castro e Brito pede à população da cidade que “não deixe acabar com um património que levou e custou tanto a construir”

Zé LG, 23.01.13

A polémica em torno da extinção da ExpoBeja e o futuro do Parque de Feiras e Exposições da cidade foram comentados por Castro e Brito, o presidente da Direcção da ACOS, que garantiu que “não seria necessário extinguir a ExpoBeja se o parceiro Câmara Municipal tivesse pago as suas dívidas”. Acrescentou que “a estratégia utilizada foi intencional, para acabar com o Parque, para ser só um a gerir e para servir ou interesses não de um partido, mas de uma pessoa”.

Sobre esta matéria fez ainda, questão de dizer que a ACOS “não vai deixar cair o Parque de Feiras e Exposições de Beja” e de lançar um repto à população da cidade, pedindo que a mesma “não deixe acabar com um património que levou e custou tanto a construir”.