Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
12
Jan 13

Os novos Órgãos Sociais do Centro de Paralisia Cerebral de Beja, eleitos em Dezembro, tomaram posse ontem ao fim da tarde, numa cerimónia que contou com a participação de dezenas de pessoas, incluindo as principais autoridades civis, militares e religiosas.

Este foi o culminar de umas eleições em que, pela primeira vez, participaram duas listas. Tal facto, acrescido da apresentação de programas e da realização de campanhas eleitorais por parte das duas listas candidatas, mobilizou, como nunca antes, os sócios, que participaram em grande número.

É importante que agora, terminado o processo eleitoral, os novos Órgãos Sociais, principalmente a Direcção, seja capaz de unir toda a comunidade do Centro e que esta lhe dê todo o apoio para que possa melhorar o seu funcionamento e, consequentemente, a prestação de serviços a quem deles necessita, abrindo-se mais ao meio em que está integrado.

O conhecimento que tenho de alguns elementos agora eleitos, que estimo, faz-me acreditar que tal vai acontecer.

Parabéns pela eleição e bom trabalho é o que lhes desejo.

publicado por Zé LG às 00:12
Parece que coisas estranhas se andam a passar no Centro de Paralisia Cerebral.
Ele é concurso de recutamento com critérios duvidosos para apreciar o currículo de candidatas, ele é desaparecimento de material da Horta de Todos, ele é a devassa e o laxismo, ele é processo disciplinar a funcionário de longa data...
Anónimo a 11 de Abril de 2013 às 10:11
A partir do momento em que existe uma Direcção controlada pelos caciques concelhios e distritais do PSD não seria de esperar outra coisa !!!!!!
AIPO a 11 de Abril de 2013 às 12:52
A Presidente da Junta de S. João Batista terá conhecimento dessas anomalias?
Anónimo a 12 de Abril de 2013 às 09:47
A omissão também é um pecado
tuga a 12 de Abril de 2013 às 12:46
Citando:
"O Centro é e deverá continuar a ser uma Instituição Privada de Solidariedade Social - IPSS. A "moda oportuna" de estar de bem com o Poder neo-liberal passará. Previsivelmente, os que "convenientemente" bloquearam verbas não as desbloquearão, defraudando expectativas crédulas. A "onda política" de arrasar o sector social, pretendendo transformar tudo em empresas e mercado, acabará." (Munhoz Frade)

Perguntando:
A Segurança Social não fiscaliza o que se anda a fazer no Centro?
Anónimo a 12 de Abril de 2013 às 09:54
Assembleia Geral

Presidente: Ana Rosa Soeiro Fernandez da Silva
Vice-Presidente: Elsa Maria Martins Silvestre
1º Secretário: António Garcias Lopes
2º Secretário: Breno Francisco Martins da Conceição

Direcção

Presidente: Ana Maria Gordo Baptista
Vice-Presidente: Maria Francisca Fernandes das Dores Guerreiro
Tesoureiro: João Vitor Monte Trigo Monge Guerreiro
Secretário: Lídia Maria Carriço Palma
Vogal: Benilton Gregório de Oliveira
1º Substituto: Fábio Gonçalo Carvalho Apolinário
2º Substituto: Norberto Manuel Alves Caeiro Faísco

Conselho Fiscal

Presidente: Estela Maria de Oliveira Figueira Alves
1º Vogal: Maria Antónia Lopes Simões
2º Vogal: Maria Amélia Luiz da Costa Tavares e Sobral
Anónimo a 12 de Abril de 2013 às 15:12
A segurança social teria que fiscalizar o centro desde há muitos anos atrás. Força "rapariguinhas".
Anónimo a 22 de Abril de 2013 às 20:53
A segurança social podia investigar as anteriores direcções , pois foram elas que deixaram o centro nas condições em que se encontra, sem dinheiro e com muitas dívidas, com os espaços físicos degradados e abandonados.
João Guerreiro a 22 de Abril de 2013 às 21:43
É triste ver o sr. a defender pessoas que tanto mal fizeram ao cpcbeja e que durante anos serviram os seus interesses e não os da instituição.
anônimos :-) a 22 de Abril de 2013 às 21:50
Por sinal, até seria bom que fiscalizasse, a fim de verificar que funcionários da suposta futura empresa como o senhor tão bem lhes chama, lhe vão servir de supostos seus empregados a sua casa, quando da ausência de suas Exas.
Tá quieto ó pá a 22 de Abril de 2013 às 22:29
Exmo(a). Senhor(a) Anónimo(a),
Apesar de afirmar, sem qualquer problema, provavelmente porque está a fazer afirmações em anonimato, que esta direcção é devassa e laxista gostaria imenso de perceber os argumentos para tal afirmação!
Imagino que deverá ser porque já poupámos alguns milhares de euros a renegociar: segurança, higiene e saúde no trabalho, seguros... Porque abrimos as portas da instituição a empresários e entidades da comunidade. Porque recebemos e somos recebidos em vários locais públicos, porque estamos a tentar encontrar um caminho claro e seguro para encaminharmos o CPCBeja. Provavelmente porque estamos a tentar incentivar funcionários e pais a participarem nas actividades diárias da instituição, porque estamos a tentar cumprir com os compromissos que não foram cumpridos e estamos tentando pagar a dívida que nos deixaram, porque publicamos todos os financiamentos que nos são atribuídos... Provavelmente porque estamos a tentar ser justos para todos e estamos a tentar cobrar equipamento ao preço de custo (e não o dobro do preço), porque estamos a tentar que as regras sejam iguais para todos (sabe por acaso quanto paga alguém em mão-de-obra na oficina do CPCBeja? Quanto pagava? Será que todos pagavam o mesmo?).
Gostaria de poder conversar consigo pessoalmente e se sócio, de lhe justificar o trabalho que esta Direcção tem desenvolvido ao longo destes 3 meses. Não ouça tanto, confirme mais...
Quanto ao concurso tudo foi claro e transparente, coisa que muitas outras vezes não acontecia. O equipamento da horta de todos, conhecia? Pois eu não, nunca vi tal equipamento, no entanto o assunto está a ser tratado, provavelmente não da forma que o Sr. ou Sra. desejaria, mas da forma mais justa e correcta para esta direcção! O processo disciplinar... esse assunto parece-me interno, não lhe parece? Sabe quantos foram realizados nos últimos anos? Sabe? Pois era se calhar importante também lhe darem essas informações pois este não foi o primeiro... Mais uma vez lhe digo confirme mais, ouça menos... Com os melhores cumprimentos
Francisca Guerreiro a 21 de Abril de 2013 às 15:36
Parece-me a mim que o Sr ANÓNIMO não deve ter muito mais a dizer.
Talvez esse ANÓNIMO, se não for dos antigos "CACIQUES" que controlavam a casa ao sabor da velha, fique esclarecido que desde a entrada desta Direcção, as coisas estão a ser geridas de uma forma transparente e leal, coisa que até agora não acontecia.
Não vá a traz de conversas de quem tem mau perder, de quem foi afastado pelo mau trabalho que desempenhava, pela forma abandalhada que geriam uma casa que trabalha em prol de pessoas que muito dela precisam.
Força "RAPARIGUINHAS".
Já agora seria bom as "RAPARIGUINHAS" colocarem aqui o vosso currículo, para este ANÓNIMO ao menos ter mais respeito por quem trabalha a CUSTO ZERO em prol dos utentes.
Já agora parece-me bem a Segurança Social tentar perceber o que se passou ao longo destes últimos anos, eles são obras de telhados que custaram 5 vezes mais do que estava planeado, eles são contratos de seguros chorudos, e mais, muito mais que felizmente vamos se apercebendo, coisa que até agora nada sabíamos.
Hoje sim, hoje sabemos todos os contratos, todos os donativos, tudo mas mesmo tudo, limpinho, esta nova Direcção faz questão de ter todos os seus colaboradores actualizados.
Pois só assim poderia ser, pois ESTA CASA É DE TODOS.
Fartinho de gentalha habituadas a mandar a 22 de Abril de 2013 às 21:32
Não seja burro. Ou é um mau perdedor, ou então empreenda pelos ouvidos.
Não queira saber da missa a metade, pois quem lá estava, jamais pensava que alguém lhes fazia frente. Todos tinham medo da "fera", mas esse medo não existe mais. Beijinhos e braços.
Anónimo, pois parece que está a dar n a 21 de Abril de 2013 às 23:10
A "fera" não se dá amansada. É muito resistente.
Anónimo a 23 de Abril de 2013 às 00:01
Amansa amansa.
Em relação ao "pseudo roubo" na quinta, a fera vai ter muito que explicar. Mas não vai explicar às rapariguinhas. É mais "rapazolas".
Isto de se abrir a boca e dizer tudo como os doidos, o desespero é tanto que teve que arranjar uma estratégia para desestabilizar quê estava a começar uma longa etapa.
Boas novas estão para chegar, aguardemos.
AI AMANSA AMANSA......
A verdade vem sempre ao de cima a 23 de Abril de 2013 às 11:56
Coisas estranhas têm-se passado ao longo dos anos, não agora. Processos disciplinares muitos até hoje. Sem que os lesados se podessem defender.
anónimo a 22 de Abril de 2013 às 20:48
Perguntem à antiga dona do centro como era antes. Perguntem.
Lobo em pele de Cordeiro.
Fartinho de gentalha habituadas a mandar a 22 de Abril de 2013 às 21:33
Sim, perguntem a antiga dona do centro, aquela que não deixava que os filhos dos funcionários fossem ao centro.
Aquela que andava atrás das funcionárias com uma vara de marmeleiro na mão para as obrigar a lavar o chão com lixivia. Perguntem..........
Perguntem, também porquê que o centro tinha um advogado que era advogado da instituição e do sindicato dos trabalhadores, e que depois passou também para direção , e que o antigo presidente do centro era também o contabilista da instituição.
Perguntem também como é que o centro gastou tanto dinheiro na impermeabilização da cobertura e nunca deixou de chover dentro do centro.... ou como é que alugou o olival do centro por 20 anos, sem saberem a opinião dos sócios...... realmente muita coisa por explicar............. " dona do cpcbeja "
anônimos:-) a 22 de Abril de 2013 às 22:27
Tantas perguntas sem respostas.
Anónimo a 22 de Abril de 2013 às 23:59
Primeiro que tudo quero felicitar as " RAPARIGAS " que com grande coragem enfrentaram gente que se julgava intocável e com grandes interesses instalados, que governavam o CPC de Beja como se de uma empresa sua se tratasse. Acho estranho que só agora se preocupem com um processo disciplinar que visa atingir a EX-DONA do CPC, atualmente funcionária do mesmo. Será que os mesmos que se interrogam defendendo tal Srª sabem que era prática corrente todo e qualquer funcionário que ousasse enfrentar tal Srª ser de imediato convidado a entrar na sala de Direção, como medida intimidatória e alvo de processo disciplinar? Fiscalizações? Impensáveis, tinham os correios bem pagos.
Preocupam-se agora com um ginásio que proporciona aos seus funcionários e sócios um bem estar e que é uma mais valia para as contas do CPC, quando em tempos idos também abriram um em exclusivo para pessoal de fora. Estava legal? Deixemo-nos de hipocrisias, nunca em anteriores direções se viu uma transparência como agora. Isto custa, aliás dói a muita gente.
Deixem trabalhar quem foi legitimamente votado para o mandato corrente, FORÇA.
Olho vivo a 22 de Abril de 2013 às 22:20
Queria lembrar ao anónimo/a, uma vez que denoto a sua preocupação em relação à Horta, porque não questionar o contrato de aluguer do dito recinto "HORTA DE TODOS" ? Ou será melhor dizer, de alguns elementos da anterior direção?
20 anos é muita fruta para a marmita de alguém.
Tira a mão do mel a 22 de Abril de 2013 às 22:42
Ó anónimo, diz-me lá como foi a história do arranjo do telhado que custou 3 ou 4 vezes mais do que estava no orçamento, ou do contrato maravilhoso dos 20 anos de olival para o outro sem nada em troca, ou seja, pelo que ele quiser, sempre a pensar no bem estar dos utentes. Tens respostas para me dar, ou tb tens parte no pote do mel?
doidinho por conhecer o ANÓNIMO a 22 de Abril de 2013 às 22:52
Muito me estranha, que só agora se fale em processos disciplinares a funcionários de longa data e que só agora alguém de tão aprimorado valor tenha reparado por artes mágicas que coisas estranhas acontecem no Centro de Paralisia Cerebral de Beja.
Se bem me recordo e sem muito ter que me esforçar, os processos disciplinares na referida instituição são até o que se pode apelidar de prática corrente, por os mais diversos motivos, alguns levantados até de forma duvidosa.
Aos que se preocupam com o bem estar do Centro de Paralisia Cerebral, talvez fosse boa ideia reflectir sobre algumas atitudes e actos levados a cabo por algumas pessoas que em nome da instituição, muito fizeram para a denegrir e prejudicar sem olhar a quem e a meios quem no seu dia-a-dia tudo dá para que o nome da instituição se eleve na prestação do melhor serviço ao nosso distrito e ao nosso país.
Tal como quem tem vergonha de dar a cara de assumir as suas responsabilidades no comentário que fez, terei que agir de tão singela forma.
Não seria mais transparente dar a cara e assumir publicamente o que se diz....
Não me parece, afinal não se pode dar a mão a Deus e ao Diabo e quando se tem que escolher um deles, temos que repensar qual no final nos trás mais lucro, ao bolso claro.
A quem enfiar a carapuça, TENHA VERGONHA.
Anónimo a 14 de Maio de 2013 às 14:03
Ginásio privado a funcionar clandestinamente nas instalações do Centro!
Anónimo a 19 de Abril de 2013 às 11:25
Simões, Ana Rosa Soeiro e João Pedro Caeiro é que colocaram lá a actual Direcção. Eles são os mentores das rapariguinhas que tomaram de assalto o Centro de Paralisia.
Anónimo a 20 de Abril de 2013 às 16:42
Anónimo, as "rapariguinhas" que tomaram de assalto o centro de Paralisia Cerebral de Beja, não são cães de fila de ninguém, são mulheres formadas, e que de momento trabalham 14 a 15 horas diárias para conseguirem colocar de novo o CPC Beja no lugar que lhe é merecido, tentando a todo o custo pagar dívidas acumuladas ao longo dos últimos anos. Um pouco idêntico ao nosso País, "gastar mais do que se tem". Quanto a serem colocados lá cães de fila de Mário Simões, Ana Rosa Soeiro e João Pedro Caeiro, não me parece muito lógico. Basta o Sr ANÓNIMO consultar o nome de todos os membros da actual direcção e, seguramente se tiver ainda um pingo de vergonha, voltará aqui a este espaço para se redimir de tamanha falta de transparência. Chama-se a isso "mau perdedor". Quanto ainda à "tomada de assalto", as eleições foram de uma forma democrática, onde me parece a mim, com toda a certeza, que em grande maioria, funcionários e pais não estariam com vontade a ter mais do mesmo, uma lista caidinha de páraquedas, tipo marionetas onde alguém de dentro continuava a seu belo prazer, levar o CPC Beja para o rumo que lhe estava destinado, O ENCERRAMENTO por falta de sustentabilidade
Com pés assentes na terra a 21 de Abril de 2013 às 13:33
As "rapariguinhas", como lhes chama, estão simplesmente a recuperar o CPCBeja, porque, caso não se lembrem, esta é "uma instituição SEM FINS LUCRATIVOS, que exerce a sua acção junto do indivíduo com problemas neuromotores e afins, no âmbito da saúde, da educação, da acção social, da família, da formação e do trabalho, nas áreas da acção preventiva, intervenção terapêutica, integração educativa e sócio-profissional.".
Às vezes parece que as pessoas se esquecem desse pormenor e depois fazem estes comentários anónimos a criticar o trabalho (e grande trabalho) dos outros. O Centro dedica-se a ajudar as pessoas que lá estão! E é isso que a nova direcção está a fazer!
E se estão na direcção foi porque as pessoas quiseram e tiveram consciência que esta mudança iria dar uma nova vida à instituição. Não entraram com cunhas nem com a ajuda das pessoas citadas. Se não sabe o que diz, não diga... Ganha muito mais...
Ah! E as rapariguinhas são MULHERES FORMADAS!
Com os melhores dos melhores cumprimentos!
Anónimo já que está na moda ;) a 21 de Abril de 2013 às 21:46
Sr Anónimo...se é que se pode apelidar de senhor...porque se for homem a meu ver homem que é homem dá a cara...neste caso o nome....frequento o ginásio do cpcb e a mim nada me parece clandestino pelo contrario é aberto a toda a comunidade...sócios e não sócios são bem vindos coisa que e novidade desde que a actual direcção tomou posse...se o Sr ou Srª quiser visita lo com certeza será bem recebido..outra novidade da actual direcção... parece me a mim que o senhor ou a senhora é testa de ferro de alguém que ficou com um sapito na garganta por ver a antiga direcção destronada...ou não será testa de ferro e simplesmente não têm coragem de dizer o que pensa e dar as caras...que cobardia!!!!!
Ana estanque a 22 de Abril de 2013 às 21:25
Estive a ler os comentários ,realmente é uma tristeza.Tenham vergonha,respeitem quem trabalha e tenham respeito pelas crianças e pelos pais das mesmas que frequentam o CPC.As pessoas cospem no prato onde comem todos os dias.PARABÉNS Francisca, pelo seu depoimento,força, não tenham medo, vozes de BURRO não chegam ao ceu a mama, acabou-se "temos pena". Estão preocupados com um roubo na horta, roubaram 5 vezes as oficinas, levaram todas as ferramentas, na outra direcção, então como é?Não estão preocupados,maus perdedores...gente mal formada! Em relação a processos diciplinares a funcionários muito antigos, não se pode???Podem fazer toda a porcaria,roubar,maltratar,etc, são intocáveis???Tadinhos!!!Direcção actual,desmascarem essa canalha, levem ai a TELEVISÃO ,quem não deve não teme e no que diz respeito a pessoal, quem não colabora RUA, qdo há funcionarios a dizer "tomara que isto feche "tudo é Possível .























































































































Zezinha Nobre a 23 de Abril de 2013 às 00:00
Estive a ler os comentários ,realmente é uma tristeza.Tenham vergonha,respeitem quem trabalha e tenham respeito pelas crianças e pelos pais das mesmas que frequentam o CPC.As pessoas cospem no prato onde comem todos os dias.PARABÉNS Francisca, pelo seu depoimento,força, não tenham medo, vozes de BURRO não chegam ao ceu a mama, acabou-se "temos pena". Estão preocupados com um roubo na horta, roubaram 5 vezes as oficinas, levaram todas as ferramentas, na outra direcção, então como é?Não estão preocupados,maus perdedores...gente mal formada! Em relação a processos diciplinares a funcionários muito antigos, não se pode???Podem fazer toda a porcaria,roubar,maltratar,etc, são intocáveis???Tadinhos!!!Direcção actual,desmascarem essa canalha, levem ai a TELEVISÃO ,quem não deve não teme e no que diz respeito a pessoal, quem não colabora RUA, qdo há funcionarios a dizer "tomara que isto feche "tudo é Possível .

ZEZINHA




















































































































Zezinha Nobre a 23 de Abril de 2013 às 00:03
AVISO À “NAVEGAÇÃO”:
1. Aqueles que compreenderam a utilidade do processo de Certificação e Qualidade, que decorreu no Centro de Paralisia Cerebral de Beja, terão ficado cientes de que, para o Centro, as verdadeiras Excelências são os seus utentes, merecedores do maior respeito e carinho, por parte de quem nele presta cuidados.
2. Insinuações e interpretações abusivas, na sequência de comentários aqui lançados, baseadas em presunções de autoria, só podem gerar novos equívocos. Nesse contexto, aviso os incautos que – sob que pretexto for, muito menos o de “lavagem de roupa suja” – NÃO ADMITO que eventualmente tentem aqui, anonimamente ou não, macular a minha dignidade, quer pessoal, quer familiar.
3. Para quem não sabe, ou se esqueceu, sou Sócio Fundador do Centro, e pai do seu mais antigo utente. Como estamos para continuar nessas qualidades, é bom que todos se atenham às respectivas funções, enquanto colaboradores e/ou responsáveis dessa Instituição, de que nenhuma Direção é proprietária, nem sequer temporariamente.
4. Assim, assumo inteira e indeclinavelmente o meu interesse pelo acompanhamento e vigilância da forma como o Centro é gerido. Continuarei a fazer os comentários que entenda necessários – como habitualmente, identificados – dentro de um espírito construtivo, de esclarecimento e cooperação.
Munhoz Frade a 29 de Abril de 2013 às 18:55
AVISO À NAVEGAÇÂO????????
Com uma afirmação dessas, dá a entender que é o comandante do navio. Pois se o é e segundo o seu ponto 4, tem estado desembarcado há vários anos.
Só agora se preocupou, mas pelo que vejo e sinto todos os dias, até seria bom que voltasse ao navio mais vezes, pois este esteve quase a afundar, mas felizmente a tripulação mudou e já está a ser remendado.
Um dos tripulantes do seu navio a 1 de Maio de 2013 às 21:12
Para ser irreverente, a juventude não precisa ignorar a história.
Munhoz Frade a 1 de Maio de 2013 às 23:53
Para ser irreverente, a juventude não precisa ignorar a história.
Munhoz Frade a 1 de Maio de 2013 às 23:53
Se a história tivésse sido ignorada, o Costa Concordia, ops o CPC de Beja teria sido mesmo empurrado contra os rochedos, felizmente alguns bravos marinheiros, pararam a tempo as intenções de Francesco Schetino e evitaram o acidente. Um desastre era o que estáva para acontecer, travado pelos marinheiros que sempre estivéram dentro do barco e que sempre ali estiveram com as suas vidas em risco. Estranho aqueles que sempre andaram fora dele ou que só lá vão quando este está em bom porto e atracado venham agora, que o navio começa a andar em águas calmas e transparentes, armados em capitães de costa pedir transparência.
Não os vi enquanto o navio navegava descoordenado, contra os rochedos em mar revolto e águas turvas com qualquer tipo de equipamento de socorro a náufragos...não seria preciso pois não houve feridos, mas o navio sofreu graves danos, tanto no casco como na cobertura. Encontra-se atracado no cais onde sempre esteve, os danos causados pela navegação descoordenada estão a ser reparados e qualquer um pode dar o seu contributo para sua recuperação, assim o entenda.
Costa Concordia a 2 de Maio de 2013 às 11:33
Sr. Dr. Munhoz Frade-- não ligue á conversa desse SARGENTO LATEIRO que é esposo de uma das rapariguinhas.
pastor a 2 de Maio de 2013 às 21:11
O Sargento quando quizer dizer alguma coisa, não o fará acorbardado atras de um anonimato. Quanto a si, Pastor, não me parece que seja bem essa personagem do retrato, deve ser uma outra personagem qualquer para ter vindo aqui "marrar" comigo. Tenha juizo.
PJNPGUERREIRO a 6 de Maio de 2013 às 10:50
Bem, a metáfora náutica é melhor do que a futebolística! Na verdade, a história remonta ao tempo em que a nau não tinha atingido o tamanho de um paquete. Remonta ao tempo em que era uma casca de noz, que singrou nas turbulências graças ao timoneiro de muitos anos, o Dr. Artur Carvalhal. Com ele e já sem ele, também estive nalgumas Direcções. Muito antes de alguns dos que só há pouco entraram no barco...
Munhoz Frade a 2 de Maio de 2013 às 13:24
Sr. Frade, não lhe tiro nem uma palavra quando fala aqui que antes de ser um paquete era uma casca de noz. Pois bem o sei que tudo teve o seu inicio e com muito esforço de esse grande homem que o Sr fala, conseguiu levar essa casca de noz a bom porto e a transformou juntamente com o Sr. e com a certeza disso no paquete que é hoje.
Parece-me no entanto que o Sr. se esqueceu de parte do percurso do crescimento nessa pequena casca de noz. Parece-me a mim, que há alguns anos navego contra todas as tormentas, que o Sr. deveria visitar o seu/nosso paquete. Tentar perceber o estado em que este se encontrava no seu porto de abrigo e o que se tem feito para que o mesmo possa navegar sempre em bons caminhos, sempre com o objectivo de servir de quem mais dele precisa.
Seria muito mas mesmo muito positivo que o Sr. tirasse um pouco do seu tempo, e como sócio fundador deste navio tentasse perceber como estava e como está agora.
Passaram 3 meses e poucos que, como alguém chamou de "RAPARIGUINHAS", tomaram a ponte de comando deste navio.
Parece-me bastante inoportuno e inadmissível que se aproveitem de tão nobre causa para enxovalhar quem conscientemente quis dar um novo rumo ao navio, para não o ver apodrecer numa doca seca qualquer.
Provavelmente o Sr. não se terá apercebido ao longo dos últimos anos à acelerada degradação do seu/nosso navio.
Nada mas mesmo nada como o Sr. visitar o centro à hora que quiser e tentar perceber como estavam as coisas e como estão no momento.

Com os respeitosos cumprimentos

O Homem do Leme
O Homem do Leme a 2 de Maio de 2013 às 17:10
Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
25
26
27
28
29
30
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
O bom funcionário vive feliz e saudável, quando to...
às 11H00?
safa, aqui aprende-se pouco, ou mesmo nada!
A loucura anual, para depois ano após ano ficar tu...
Cada um lê aquilo quer e vossemecê não tem nada a ...
E o anonimo(a) das 11:24 leu, senão, leia, é capaz...
Que triste pasmaceira!
Estes não se preocupam com coisa alguma e não se ...
Passaram cinco anos. Mudou governo e administração...
Saudável era a dieta daquele ministro obeso. Os ca...
Ambiente saudável...
podia ter colocado uma foto da sala de macas da ur...
Tal como o cartel dos madeireiros.
e não é para menos! Vamos continuar a rir? Porque ...
Passando agora dos investidores chineses para os e...
blogs SAPO