Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Centro Histórico

Zé LG, 13.08.06

é a memória viva do que resta de gerações e gerações, que ao longo de séculos o foi construindo.

É um tecido urbano muito sensível, cuja harmonia qualquer intervenção, por mais pequena que seja, pode estragar.

Mais do que os monumentos, por mais importantes que estes sejam e são-no sempre, é o casario construído pelo povo que melhor o caracteriza e identifica.

Enquanto se conhecem as datas e quem construiu os monumentos nada ou pouco se sabe da história de cada casa simples. Apenas se sabe que foram sendo construídas por gente do povo. É disto que resulta a sua importância, que o transforma em património colectivo. Embora as casa sejam particulares o seu conjunto constitui património de todos.

É tudo isto que justifica uma vigilância atenta, quer no licenciamento quer na fiscalização, das obras, por mais pequenas que sejam, que são feitas nos monumentos mas também, e especialmente, nas casas particulares.

É dessa vigilância, que compete à câmara municipal e aos seus serviços, que depende a preservação desse património colectivo, que a todos deve orgulhar e interessar, que é o centro histórico.

7 comentários

Comentar alvitre