Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 11.05.2012

    O tempo do PREC e tudo o que se passou no período da revolução, foi assim tão maléfico?
    Quem pensa assim não percebe nada de história, e nem sabe onde vive.
    Pois bem, durante o Estado Novo, o país era um autentico país africano, terceiro mundista, repleto de analfabetos, mortes prematuras, etc, etc.
    As habitações tinham chão de terra, não existiam casas de banho, saneamento básico, saúde, educação, etc, etc.
    Havia, na altura que dar o salto, foi a democracia, e a esquerda que a implantou que deram o empurrão necessário para alterar o sistema.
    Ninguém faria ideia que os partidos democráticos que se seguiram nos governos, viessem a criar abusos, assaltos à coisa pública.
    Tenho muito respeito pelos partidos politicos, porque a democracia tem o seu preço, mas, os partidos não podem continuar a governar contra o povo que os elege. Tem que se dar uma nova mudança, exige-se um caminho - de verdade.

  • Sem imagem de perfil

    Bandarra 12.05.2012

    O tempo do PREC foi um momento único, pelo que LG fez muito bem em nem sequer aqui o mencionar.
    Isto por dois motivos de razões.

    O primeiro, e ao contrário do que aqui vem escrito no comentário de cima, esse período embora intenso foi tão curto, que não chegou para tirar conclusões crediveis sobre as medidas que aí foram tomadas. Pelo que o que se afirma ou infirma tem mais a ver com motivos ideológicos, do que uma análise desapaixonada e rigorosa dos resultados dessas politicas. E sobretudo porque todas as medidas tomadas, foram corrigidas em sentido contrário.

    Depois e por mais que me custe, pois na altura era uma acérrimo defensor das mesmas, o exemplo dos últimos mêses em Cuba. Mostra que afinal, ou porque mudou a conjuntura dos dois blocos económicos da altura, ou porque o modelo socialista não tem respostas para tudo. E com isto não significa que defenda o actual capitalista neoliberal. Todas as medidas tomadas no PREC não eram sem dúvida as mais correctas.
  • Comentar:

    CorretorMais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.