Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“A classe política não preza quem produz”

Zé LG, 18.04.12

A menos de três semanas do início da 29ª OVIBEJA o número de expositores “aumentou” em relação ao ano passado. As expectativas para a Feira são, por isso, “as melhores”, considera Manuel Castro e Brito, presidente da Comissão Organizadora da Feira e da ACOS- Agricultores do Sul, entidade que desde a primeira hora põe de pé a OVIBEJA, que este ano decorre entre 27 de Abril e 1 de Maio, no Parque de Feiras e Exposições de Beja.
Para Castro e Brito, apesar da “crise” e da seca que afecta o mundo rural, é necessário apostar na agricultura e na produção nacional, um sector que se tem vindo a modernizar e que hoje “não é o mesmo “ do que era quando se realizou a primeira OVIBEJA, sobretudo devido à “água de Alqueva”, e também a modernização e ao conhecimento de todos os sectores desde a agricultura à pecuária.
Num balaço sobre a actuação da ministra da Agricultura, o presidente da ACOS, considera que o facto de estar à frente de um superministério “não tem ajudado” Assunção Cristas.

Leia a entrevista em: http://www.ovibeja.com/notaimprensa.php?id=155

1 comentário

Comentar alvitre