Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Os Verdes” visitaram Beja

Zé LG, 04.08.06

Uma delegação do Partido Ecologista “Os Verdes” esteve em Beja, tendo visitado o Parque Ambiental, onde criticou o tratamento de Resíduos Hospitalares Perigosos (RHP) e a recepção de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU).

Heloísa Apolónia, dirigente nacional de “Os Verdes”, afirmou que a incineradora do Hospital Júlio de Matos, “incinera resíduos perigosos (Grupo 4), mas também queima outros (Grupo 3) que deveriam ser sujeitos a autoclavagem e ficar inertes”, processo a realizar no Parque da AMALGA.

A gestão do aterro de Resíduos Industriais Banais (RIB), feito pela LENA Ambiente, mereceu forte reprovação de “Os Verdes”, porque tendo sido previsto para durar 10 anos, está ocupado em 1/ 4 da sua capacidade passados apenas2. “Tudo porque no aterro de RIB estão a ser depositados resíduos sólidos vindos de Cascais, Sintra e Oeiras, cujo aterro está esgotado”.

Quanto ao Projecto de Abastecimento de Água em Alta e Saneamento, apresentado pelos municípios alentejanos em 2000, num investimento de 30 milhões de euros, e que continua à espera de aprovação, Heloísa Apolónia recordou que o III GCA está no fim e a postura do Governo “é penalizar politicamente a opção daqueles que desrespeitaram a sua decisão da associação público/ privado”, acusou.