Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

PCP acusa governo de atirar o Alentejo para o declínio, a desertificação e o empobrecimento

Zé LG Zé LG, 16.03.12

O Pacto de Agressão assinado pelo PS, PSD e CDS/PP e posto em marcha acelerada pelo governo PSD/CDS, está a atirar o Alentejo para o declínio, a desertificação e o empobrecimento.

…, com a suspensão de importantes investimentos em infra-estruturas estratégicas para a região como acontece com Alqueva, com a decisão de reconsiderar o Aeroporto de Beja, com a suspensão de investimentos em várias acessibilidades rodoviárias, com o chamado "redireccionamento" dos investimentos no âmbito do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) numa região onde a taxa de execução é das mais baixas do país (22,1%) do programado para o período de 2007- 2013, com a suspensão dos investimentos no sistema de águas no âmbito das Águas Públicas do Alentejo (AgdA), com o estrangulamento financeiro das autarquias cujo peso e influência na dinamização da economia local e regional é grande e muitas vezes determinante, com a degradação continuada e acelerada dos salários, das reformas, das pensões, dos apoios sociais e do subsídio de desemprego, a situação de milhares de famílias trabalhadoras e de centenas de pequenos empresários agravar-se-á exponencialmente alargando as situações de miséria e de fome na região.

A DRA do PCP considera que é necessário resistir à brutal ofensiva contra os serviços públicos e o Poder Local democrático, e à destruição da vida e do sonho de uma vida melhor de milhares de alentejanos. Lutar para defender a região e o país, derrotar o Pacto de Agressão e abrir caminho para o progresso e desenvolvimento, a defesa e a criação de emprego e por um país e uma região com futuro constitui uma tarefa central e inadiável do povo alentejano.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.