Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Blog para divulgar informação à população

Zé LG, 21.07.06

Com o sentido de envolver a comunidade, a Câmara de Alvito pretende implementar um modelo de gestão participada. Com este intuito promoveu um seminário, que teve como objectivo apresentar experiências de participação das populações nos processos de decisões e a proposta de modelo de gestão municipal participada no município de Alvito, que foi apresentado pela empresa Estud@lentejo.
João Paulo Trindade referiu em declarações ao "Diário do Alentejo", que "tem havido uma boa adesão por parte dos alvitenses". E acrescentou "que estão previstas várias acções, uma vez que o modelo que foi apresentado não é definitivo".
Encontra-se também prevista a consulta directa às populações e um painel acerca da apreciação do exercício da governação municipal e do plano de actividades, para além das decisões estratégicas.
Segundo o presidente da autarquia "é necessário levar a informação junto das pessoas. Uma informação transparente e actualizada, para que os munícipes se sintam motivados a participar", encontrando-se prevista a criação de um blog que sirva para divulgar informação à população.
A gestão participada tinha sido uma promessa eleitoral de João Paulo Trindade. No entanto, o presidente considerou que "este apenas é o início de um processo longo sem finalização, uma vez que o modelo de participação requer continuidade". "Pretendemos é deixar durante este mandato o objectivo a que nos propusemos implementado de forma sistematizada".

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Zé LG 29.07.2006

    Transparência: Para si parece que não a usa senão assinaria com o seu nome o comentário/perguntas. Mas, porque defendo a transparência nas palavras e nos actos, respondo-lhe às questões objectivas que me colocou. As outras não merecem resposta a minha resposta, porque terão sempre a sua. RESPOSTAS:
    1 - A sede social da Estud@lentejo é em minha casa;
    2 - Capital social inicial de €5.000;
    3 - Carteira de clientes: ESEB, AMBAAL, ACOS, CMA, Mais Alentejo, entre outros;
    4 - Uma socióloga. Os restantes são contratados em função das necessidades;
    5 - Um;
    6 - Os sócios são a minha companheira e eu, com 50% do capital cada um.
    Espero que faça agora as mesmas perguntas a todos os fornecedores e prestadores de serviços da CMA, para que exista a transparência toda, que juga dever existir... Ou será que a minha empresa é especial? Que não tenho o direito de trabalhar e de trabalhar para a CMA?
    Não lhe parece que a apreciação do que é a minha empresa e do que é o meu trabalho deve ser feita em função dos resultados pelos que os contratam?
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.