Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

EDIA requalifica seis áreas piloto com arborização

Zé LG, 31.05.23

Edia.jpgA EDIA está a promover um projeto de rearborização que abrange uma área total com cerca de 30 hectares e desenvolve-se em 6 áreas piloto, em terrenos contíguos ao regadio de Alqueva, nos concelhos de Beja, Vidigueira, Serpa e Moura, e implica a intervenção em várias massas de água do Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva (EFMA) e ecossistemas ribeirinhos associados.

A implementação deste modelo de intervenção promove a recuperação de paisagens naturais com técnicas de retenção de água e novas plantações que oferecem soluções para problemas de erosão provocada pela intensificação da atividade agrícola na envolvente. Oiça aqui o presidente da EDIA.

“Alentejo “Destino Sustentável? O Amanhã é agora” em debate em Beja

Zé LG, 31.05.23

Congresso.png

"Treze anos depois está de volta a Beja a grande reflexão estratégica sobre os caminhos de Futuro do Turismo do Alentejo.
Na mesma Cidade, no mesmo Teatro, iremos em conjunto nos próximos dias 31 de maio e 1 de junho voltar a discutir e responder às questões que interessam aos stakeholders do destino turístico e da Região.
O que ganhámos nestes últimos treze anos para a Região e para os territórios?"

Crescimento económico e desenvolvimento

Zé LG, 31.05.23

Banner-Lopes-Guerreiro-300x286.jpgO crescimento económico nem sempre é tão gerador de desenvolvimento quanto se julga ou nos tentam fazer crer. Associado ao crescimento económico existe sempre algum desenvolvimento a montante, seja pela criação de postos de trabalho seja pela animação de algumas actividades, quer no fornecimento de bens quer de serviços.
Mas, o desenvolvimento que se quer nas diversas dimensões – económica, social, cultural e humana -, ou seja, integrado e integral, sustentado na preservação do ambiente, que tenha a realização e a satisfação do ser humano como objectivo central nem sempre acontece e, quase sempre, fica muito longe de acontecer.

“sem agredir com palavras ou atos, sem parecer soberbo ou arrogante ou ameaçador”

Zé LG, 30.05.23

350469848_1029759804702634_9013461891727207108_n.jpg«Não é necessário estarmos sempre de mal com o mundo, estarmos sempre a falar alto, estarmos sempre zangados, sempre com suspeições e sempre a ameaçar com novas culpas e novas feridas.

É um cansaço muito grande.

A vitória de Roger Schmidt prova que podemos ganhar sendo o contrário.

Gostando de viver a vida.

Beber um bom vinho tinto, comer um bom peixe ou um bom marisco. Aproveitar o Sol que temos, o mar e o rio, a vida.

Podemos ganhar, no futebol e em cada um dos nossos caminhos, sendo mais humanos, mais simpáticos, mais luminosos.

Não temos de ser Darth Vader todos os dias.

Obrigado, Roger Schmidt.

Pelo exemplo, pela simpatia e pela vitória.»

Luís Osório, aqui.

Câmara de Castro Verde apresenta nova zona empresarial

Zé LG, 30.05.23

Camara-de-Castro-Verde-Zona-Empresarial-maio-2023-1024x576.jpgA Zona Empresarial é apresentada publicamente nesta terça-feira, 30, a partir das 18h30, no Fórum Municipal. O presidente da Câmara de Castro Verde, António José Brito, adianta que a sessão “tem como finalidade dar a conhecer esta nova infraestrutura, as suas potencialidades e como vai decorrer todo o processo de candidatura e atribuição dos lotes”. Em breve, a Câmara Municipal vai iniciar o processo de candidatura e atribuição dos lotes da nova Zona Empresarial, investimento municipal de 1,9 milhões de euros, numa área total superior a cinco hectares, dividida por 39 lotes de diferentes dimensões e características. 

Rosa Pomar apresenta casaco com novo fio de lã de ovelha Campaniça

Zé LG, 30.05.23

333039382_939014490467652_8674518311034019768_n.jpgA lã da Raça Campaniça é um dos três tipos de lã, de três raças autóctones de ovinos, a partir dos quais Rosa Pomar criou uma peça de roupa pronta a vestir, num processo inovador no nosso país. Ela própria e mais seis artistas nacionais intervieram no processo de conceção de peças de roupa, concretamente, casacos. O resultado deste trabalho criativo vai ser apresentado na quarta-feira, dia 31, na Retrosaria Rosa Pomar, em Lisboa, a partir das 18h00.

Sentia que fazia sentido poder levar a lã das nossas raças autóctones também a quem não faz malha e, depois de vários anos a desenhar peças para serem tricotadas à mão, achei que podia aventurar-me. Com a ajuda inestimável da minha equipa (…) pude finalmente pegar na lã de três das nossas raças vinda directamente dos criadores (obrigada ACOS e ANCORME), desenhar com ela um novo fio e, com esse fio, um casaco de lã farm to fashion, inteiramente rastreável (do rebanho à peça final) e 100% feito em Portugal (etiquetas e botões incluídos)”, diz Rosa Pomar.

Coimbra, Lisboa e Porto com 61% dos médicos

Zé LG, 29.05.23

O mais novo estudo realizado pela HelloSafe sobre a distribuição de médicos em Portugal, que analisou o número de profissionais em cada distrito do país, as especialidades médicas e quantos deles trabalham no Sistema Nacional de Saúde, destacou:

- 17 distritos estão abaixo da média nacional de médicos por habitante

- Coimbra, Lisboa e Porto concentram 61% de todos os médicos em exercício em Portugal

- Beja, Santarém e Leiria são os distritos com a menor quantidade de médicos a cada mil habitantes

- Apenas 1 em cada 3 médicos trabalham em hospitais do SNS

- 39% dos médicos que atuam em Portugal não tem uma especialidade.médicos.png

CEBAL promove iniciativa científica internacional dedicada ao setor do azeite

Zé LG, 29.05.23

azeite.pngA 1.ª edição do evento científico internacional de agrobiotecnológica aplicada, intitulado por “Applied Agro-Biotecnology International Meeting”, vai realizar-se na terça-feira e quarta-feira, no auditório da NERBE, com o objetivo da promoção e partilha de conhecimento científico, entre um painel de oradores especializados e os participantes, com foco nos temas “sustentabilidade, ecologia e sanidade do Olival”, “composição química da azeitona e do azeite” e “valorização económica e subprodutos”.

Enganados os partidos que pensam que ganham com empolamento destes casos

Zé LG, 29.05.23

Pedro-Marques-Lopes-18-05-2021-01-220x220.png“A falta da mínima capacidade e competência de boa parte dos nossos atuais políticos (esta comissão de inquérito é um exemplo gritante), a falta prolongada de poder da habitual alternativa e a entrada em cena do populismo desbragado geraram um tipo de discurso que privilegia os casos em vez da discussão política. No mesmo sentido, o berro e o insulto substituíram a discussão de alternativas e de temas relevantes – por drefinição, complexos.                                                                                                                   A isto junta-se uma comunicação social, … que cai demasiadas vezes no tremendismo e que promove a polémica pela polémica.”                                                                                                                                                                    Pedro Marques Lopes, in VISÃO, edição da semana passada.

Pág. 1/11