Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Assembleia Municipal de Beja vota repartição de encargos de diversos investimentos a fazer na cidade

Zé LG, 28.02.22

Governo-Civil-1-768x432.jpgA Assembleia Municipal de Beja reúne, hoje, pelas 17h30, no Salão Nobre do edifício do ex-Governo Civil de Beja, em sessão ordinária para, entre outras matérias, votar a repartição de encargos das empreitadas de valorização do espaço do Fórum Romano, de construção do edifício do CEBAL- Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Alentejo; da Zona de Acolhimento Empresarial Norte – Fase II e da remodelação da iluminação pública do Centro Histórico de Beja.

Vila Galé vai construir mais dois hotéis próximos do Vila Galé Clube de Campo, em Beja

Zé LG, 27.02.22

202202231744167915.PNGO presidente do grupo Vila Galé, Jorge Rebelo de Almeida, disse que em Portugal, nos próximos meses, vai iniciar a construção de mais quatro hotéis, entre os quais o Vila Galé Nep Kids e o Vila Galé Monte da Faleira. O primeiro, que contará com cerca de 80 quartos, é "um conceito de hotelaria inédito em Portugal – um hotel totalmente concebido para crianças "onde os adultos só poderão entrar se acompanhados por crianças"e o segundo será vocacionado para casais.

Afinal quem iniciou a guerra e invadiu um país soberano?

Zé LG, 26.02.22

Lendo alguns escritos sobre o conflito entre a Rússia e a Ucrânia – que é muito mais vasto e envolve muitos outros interesses -, que desembocou numa guerra declarada pela Rússia, que invadiu a Ucrânia, fica-se (quase) com a ideia de que foi a NATO que invadiu a Rússia…

220224_AtaquesUcrania.jpgSei que há muitos interesses em jogo e que nem todos são tão legítimos como são apontados pela opinião publicada dominante. Sei também que existem muitas razões históricas e de outra natureza que explicam as dificuldades de “boa vizinhança” entre aqueles dois países. Mas sei também que a União Soviética implodiu há mais de 20 anos e que a Ucrânia já não é um “satélite” da Rússia. Sei também que o sistema e o regime deste país não são “os mais recomendáveis”. 

Por tudo isto, posso até achar que assistem à Rússia muitas razões de queixa e de preocupações. Mas NADA disso justifica que Putin tenha declarado guerra e invadido a Ucrânia. Tal como NADA disso justifica que se proclame a defesa da PAZ e não se condene quem inicia a guerra. (Imagem daqui)

Câmara de Beja aprova concursos públicos para três empreitadas, financiadas pelo Quadro de Apoio Comunitário “Portugal 2020”

Zé LG, 25.02.22

Presidente da Câmara de Ferreira do Alentejo espera, em breve, ter “soluções” para as fábricas de transformação do bagaço de azeitona

Zé LG, 25.02.22

fortes-1-768x432.jpgLuís Pita Ameixa disse que “É um assunto que a Câmara continua a tratar, quer com as indústrias e empresas, quer com entidades de carater técnico-científico, como universidades”, que “é expetável” que, em conjunto, brevemente, se consigam ter “soluções” e que a solução passará por “resolver as incidências ambientais geradas pelo funcionamento das fábricas”, de maneira a compatibilizar “a necessidade de existência desta indústria para a economia agrícola e agroindustrial” com a vida das pessoas que sofrem, diariamente, com esta situação.

Ex-presidente da Câmara de Vidigueira condenado a cinco anos de prisão por peculato

Zé LG, 24.02.22

20220224161833183.jpgManuel Narra, antigo presidente da Câmara Municipal de Vidigueira, foi esta tarde condenado no Tribunal de Beja a uma pena de cinco anos de prisão pelo crime de peculato, condicionada ao pagamento mensal de 708,48 euros, no total de 42.508,80 euros, ao Município da Vidigueira, por conta do pedido cível feito pela instituição. Na prática, a devolução das verbas que o edil recebeu, entre 2013 e 2017, como subsídio de transporte, entre a Vidigueira e o seu domicílio fiscal no Monte da Caparica. O autarca foi absolvido do crime de falsificação do documento.

O presidente do Coletivo de Juízes sustentou que “é uma situação que gera grande atenção da comunidade e é precisa uma resposta do tribunal”, e falando para o arguido disse: “a confiança de quem votou em si acaba por ficar frustrada nas expectativas que tinham”, rematando o magistrado que “ao arguido, justiça seja feita, que ainda que não admitisse alguns factos, teve uma postura colaborante e não teve, como outros uma atitude arrogante”. Daqui, daqui, daqui e daqui.

André Ventura expulso permanentemente do Twitter

Zé LG, 23.02.22

Chega.pngAndré Ventura, líder do Chega, foi definitivamente expulso do Twitter após três suspensões, ao longo do último ano, e de um período em que esteve impossibilitado de publicar durante 12 horas. A rede social decidiu que a conta “não será restabelecida” por ter violado as regras de conduta: “contra as regras promover violência, atacar ou ameaçar pessoas com base em raça, etnia, nacionalidade, casta, orientação sexual, género, identidade de género, religião, idade, deficiência ou doença grave”.

Situação de seca que Portugal vive será “o novo normal”(?)

Zé LG, 23.02.22

A falta de chuva na Peninsula Ibérica está a arrastar várias zonas de Portugal e Espanha para risco de seca extrema muitos meses antes do verão, elevando o perigo de incêndios, como mostram as imagens captadas pelos satélites Copernicus.

Sem nome.pngO alerta do EFFIS mostra a seca fora de época, considerada já extrema e com um risco muito elevado de incêndios no sul de Portugal, na Catalunha, Estremadura e Andaluzia em Espanha, mas também em Perpinhão, em França, e na Sardenha, em Itália.

"que moderno ideal motivador o capitalismo apresenta aos povos?"

Zé LG, 22.02.22

eedeccef03d1673c7d84e1451ab742b8.jpg«O comunismo e o anarquismo são ideais muito antigos. Antes da Revolução Russa houveram outras revoluções movidas por ideais libertários. A Rússia dos Sovietes tinha um funcionamento mais democrático do que o que se passava em grande parte de outros países europeus. Depois de Lenine, Stalin perverteu o regime, e as suas maldades comprometeram o ideal. Com o fim da URSS, a ideia comunista seguiu na China um caminho bem diferente. Aí, os dirigentes conseguiram, numa economia controlada, que admite empresas privadas, o desenvolvimento e a melhoria das condições de vida de milhões de chineses. Hoje já não passam fome e têm a liberdade de consumir, coisa tão cara no dito ocidente. O sistema capitalista, aparentando tolerância e generosidade, pelo contrário, não consegue singrar sem a existência de pobres. É um facto indesmentível o aumento do fosso entre muito ricos e miseráveis. Para resolver essa injustiça desumana, que raio de moderno ideal motivador o capitalismo apresenta aos povos? ZERO!» - aqui.

“Violência no Namoro” em debate no Centro UNESCO em Beja

Zé LG, 22.02.22

Violencia-768x432.jpgA Associação ESTAR e os estagiários do curso de Técnico de Apoio Psicossocial da Escola Bento de Jesus Caraça promovem a 2.ª edição da iniciativa “Porta Aberta ao Pensamento”, subordinada ao tema “Violência no Namoro”, hoje, às 18:00 horas, no Centro UNESCO, em Beja.
A ESTAR pretende promover esta iniciativa, mensalmente, abordando um tema diferente em cada sessão.

Empresas alentejanas unem-se e dão nova vida às grainhas de uva

Zé LG, 22.02.22

or_montagem_ta.pngChama-se OR a nova marca de cosmética alentejana que une as reconhecidas Adega Mayor, do Grupo Nabeiro (Campo Maior) à produtora de bio cosméticos Âmbar (Cabrela, concelho de Montemor-o-Novo) para o reaproveitamento de grainhas de uva, apresentando-se no mercado com da bio cosmética com dois cremes hidratantes – de mãos e corpo - feitos à base de óleo de grainha de uva.

Os produtos são produzidos artesanalmente no Alentejo e a Adega Mayor é assim a primeira adega em Portugal a fazer reaproveitamento do desperdício para cocriação de produtos de cosmética apostando num processo de economia circular.

FAABA defende que efeitos da seca na agricultura deveriam ser cobertos por seguros de colheitas

Zé LG, 22.02.22

seca-2-768x432.jpgO presidente da Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo (FAABA) considerou “pequenos paliativos” as medidas anunciadas pelo Governo para combater efeitos da seca na agricultura, os quais deveriam ser cobertos por seguros de colheitas, dizendo: “O que está em causa é que a seca seja também um sinistro segurável, o que não é”, explicou Rui Garrido, referindo que, atualmente, um agricultor pode fazer um seguro contra sinistros como um incêndio e uma geada, mas não contra uma seca, frisando que a medida “tem sido apresentada ao Ministério da Agricultura noutros anos, noutras secas e já por mais do que uma vez”.

Mais de 90% do território português estava, a 15 de fevereiro, em seca severa ou extrema, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que indica um novo agravamento da situação de seca meteorológica no país. “Deus queria que não atinja, mas se [a seca deste ano] atingir as proporções [de outras] secas, vai ser uma calamidade enorme. Não pode ser com paliativos destes. Muitas explorações [agrícolas e pecuárias] ficariam pelo caminho”, alertou Rui Garrido.

Pág. 1/4