Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Câmara de Beja canaliza verba que não gasta em fogo de artifício para o Banco Alimentar

Zé LG, 31.12.21

fogo-de-artifício-2020-768x576.jpgPelo segundo ano consecutivo, não haverá, em Beja, fogo-de-artifício, nesta noite, de passagem de ano, devido ao agravamento da pandemia e às consequentes medidas do Governo que proíbem ajuntamentos na via pública. A proposta de canalizar este valor para o Banco Alimentar foi aprovada, em reunião de Câmara, de 29 de dezembro.
Com este donativo financeiro serão adquiridos os alimentos mais necessários em função das carências sinalizadas, neste momento, que serão depois distribuídos pelas instituições que prestam assistência.

Jorge Barnabé mostra-se preocupado “com a instalação de um modelo político que acentua a ostracização da nossa região”

Zé LG, 31.12.21

imgLoader2.ashx.jpg«Considero mais importante falar sobre os processos que condicionaram as propostas de candidaturas que os partidos apresentam aos eleitores no círculo eleitoral de Beja. E nesses processos destaca-se um elemento comum: a ausência de respeito pelas opiniões das estruturas de base, com imposições que tomam conta da participação de militantes partidários e da auscultação da sociedade. Este modelo de escolha é contrário à natureza da democracia e reflecte ainda mais o espírito estalinista e autocrático das lideranças.

... de facto o que os partidos políticos estão a construir, destruindo a essência da política participativa, é um princípio perigoso, que esvazia as expectativas e enfraquece as ambições dos territórios e das populações. Faço esta reflexão por preocupação com a instalação de um modelo político que acentua a ostracização da nossa região, porque já se sabe que a imposição não satisfaz o desempenho e o perfil essenciais ao compromisso. A imposição de candidatos esvazia os compromissos e alimenta unicamente o jogo do poder.

Jorge Barnabé, Presidente do Observatório do Baixo Alentejo», aqui.

Novos regadios de Alqueva vão ser lançados no princípio do ano

Zé LG, 31.12.21

O presidente da EDIA destacou que as obras que estão planeadas para apresentar são: “A 2ª fase do Bloco de Reguengos, do Bloco da Vidigueira, o Bloco da Messejana com ligação ao Monte da Rocha e o Bloco de Moura/Póvoa/Amareleja. Está anunciado que o aviso virá no próximo dia 10 de Janeiro e vai apresentar estas quatro candidaturas”.

bloco-de-rega.jpgApesar da “boa nova”, é preciso prevenir alguns aspectos, como referiu José Pedro Salema: “Houve uma subida muito dramática no custo das obras. As coisas estão muito mais caras, subiram mais de 20% e vamos ter de acomodar essa subida com um orçamento limitado”. Nesse sentido, o Bloco de Rega Moura/Póvoa/Amareleja “vai sofrer alguns cortes e vai ter áreas que não vão ser beneficiadas agora, assim como o Bloco de Rega de Reguengos. São cerca de 8.000 hectares o de Moura/Póvoa/Amareleja”, afirmou Salema, já que inicialmente estava previsto abranger os 10.000 hectares.

CDU e Chega chumbam Orçamento do Município de Moura

Zé LG, 30.12.21

orca-1-690x450.jpgDepois de duas sessões, em que a última terminou hoje de madrugada, onde foi discutido, em Assembleia Municipal, as propostas das Grandes Opções do Plano (GOP) para 2022-2026 e o Orçamento Municipal para 2022, foram ambas chumbadas com 12 votos a favor , 11 do PS e 1 independente e 14 votos contra, 8 da CDU e 6 do CHEGA.

O Orçamento, perto de 35 milhões e 450 mil euros, e as GOP foram aprovado sem reunião de Câmara, no passado dia 15 de Dezembro, com votos a favor do PS, contra da CDU e abstenção da vereadora independente.

“Quanto menos se sabe, mais se discute”

Zé LG, 30.12.21

o-objetivo.jpg«Já aqui assisti, algumas vezes, a “conversas de pessoas normais”. Foi quase sempre a propósito do Hospital de Beja. Quando o tema exige conhecimentos concretos e experiência pessoal, essas conversas podem acontecer, com educação. No caso dos temas genéricos, vêm à tona os preconceitos ideológicos e acontecem os insultos irracionais. Quanto menos se sabe, mais se discute.» Anónimo 27.12.2021, aqui.

“Pretensa descentralização representa um agravamento substancial das condições e da capacidade de atuação das autarquias”

Zé LG, 30.12.21

201904171153548799.jpg«A atribuição de novas competências só se justifica se for para melhorar a prestação dos serviços públicos e das funções sociais do Estado. Não é aceitável que transferir competências seja apenas o despejar nas autarquias a responsabilidade de serviços públicos degradados por anos de opções políticas contrárias às suas necessidades, com gravíssimos problemas de falta de pessoal e de meios.

As eleições legislativas antecipadas que se vão realizar no próximo dia 30 de Janeiro são um momento para afirmar que é necessário prosseguir um processo de descentralização sério que cumpra os princípios constitucionais que enquadram o Poder Local Democrático: autonomia, descentralização e subsidiaridade, garantindo a prossecução das funções sociais do Estado e a universalidade do acesso das populações aos serviços públicos, mediante a justa e adequada repartição de competências e dos recursos públicos entre o Estado central e as autarquias.»

João Português, Presidente da Câmara Municipal de Cuba, aqui.

“Eis então pelo que temos que optar”?

Zé LG, 29.12.21

liberalismo-economico-8.jpg« ... o Liberalismo, impropriamente designado de Neo-Liberalismo e onde pontifica a frase menor Estado melhor Estado, versus uma visão estatizante de todos ou quase todos os sectores básicos da sociedade, que, como é sabido, tem falhado por todo o lado. A ponto de regimes comunistas como é o caso da China, Vietname e Cuba terem começado a efetuar reformas profundas e a liberalizar largos sectores da sua economia. Eis então pelo que temos que optar.

Eu, diga-se em abono da verdade, até consigo simpatizar mais como esta última, mas certamente que o correto será equacionar sector a sector, e tentar perceber qual é que será a melhor solução para cada um, podendo a mesma ser revertida, caso se prove não ser a melhor solução.» Anónimo 29.12.2021, aqui.

“Já arrancaram em Portalegre as obras de construção de uma fábrica de produtos oftalmológicos” - pedido de rectificação

Zé LG, 29.12.21

240387165_4342290379181099_2804228707649152788_n.j«Me chamo Bruno Sena e fui citado pelo vosso blog em notícia do dia 29 de Agosto com título "Já arrancam em Portalegre as obras de uma fábrica de produtos oftalmológicos."  Solicito pequena retificação quanto à ​veiculação de que projeto é investido pela empresa Visiontech Medical Optics, pois quem realiza tal investimento é minha pessoa. O projeto iniciou-se com o nome empresarial de Bruno Sena Produtos Oftálmicos, tal como pode-se constatar no local da obra, porém de forma provisória. Recentemente, definimos o nome da empresa para Nitida. Aproveito a oportunidade para solicitar tal retificação, pois com o avanço do projeto e com o alcance que vosso blog tem na região, temo pela possível confusão dos vossos leitores caso a notícia permaneça como está. Me coloco à disposição para mais esclarecimentos.»

Apesar de me ter limitado a alvitrar aqui a notícia publicada sobre o assunto pela Rádio Portalegre, publico este esclarecimento que me foi solicitado por e-mail.

Paulo Arsénio acusa PCP e BE de irresponsabilidade, “gaiatice” e de brincarem à política

Zé LG, 29.12.21

Sentir-Beja-Pauo-Arsénio-768x432.jpg

«A irresponsável reprovação dos documentos previsionais do Estado para o ano de 2022 obriga os portugueses a terem ou no dia 23 de janeiro, através do voto antecipado, ou no dia 30 de janeiro, através do voto “regular”, a irem às urnas para escolherem uma nova Assembleia da República.

Agora, em plena vaga de crescimento de transmissão de COVID-19; em pleno arranque de aplicação do PRR; em plena discussão do próximo quadro comunitário de apoio com Bruxelas, Portugal vai a votos devido à completa gaiatice, que pode sair muito cara ao país, de algumas forças sobretudo à esquerda do PS. 

Em janeiro, por irresponsabilidade de quem brinca à política, o país vai a votos. E como sempre, saberá escolher e bem. Paulo Arsénio, Presidente da Câmara Municipal de Beja.» Daqui.

Hospital de Serpa vai encerrar urgência noturna

Zé LG, 29.12.21

Hospital-de-S.-Paulo-2-768x576.jpgA Santa Casa da Misericórdia de Serpa informou que, a partir do dia 1 de janeiro de 2022, não será assegurada a Urgência do Hospital de São Paulo, entre as 00.00 h e as 8.00 horas, da por falta de pessoal médico.
A Câmara Municipal de Serpa diz que este é “um problema recorrente, registado por diversas vezes nos últimos anos, e que, mais uma vez dá razão à posição que tem defendido: é necessário e urgente o retorno e integração do Hospital de São Paulo, no Serviço Nacional de Saúde”, porque “só um serviço de saúde público, universal, geral e gratuito poderá garantir o direito à saúde da nossa população”.

Benfica confirma Nelson Veríssimo até ao final da época, depois de oficializar saída de Jorge Jesus

Zé LG, 28.12.21

Ver´ssimo.png

A saída do Jorge Jesus era um desfecho que já se esperava. O técnico nunca conseguiu cumprir a promessa de colocar o Benfica na rota dos títulos e das boas exibições, quando voltou ao clube da Luz na época 2020/21.

Nélson Veríssimo assume pela segunda vez a equipa principal, depois de seis jogos na época 2019/20, quando substituiu Bruno Lage, após a 29.ª jornada da I Liga, somando quatro triunfos, incluindo um 2-1 ao Sporting, e um empate no campeonato e, na despedida, uma derrota por 2-1 com o FC Porto, na final da Taça de Portugal, em Coimbra.

“a discussão seria bem mais profícua se todos pautássemos o nosso ponto de vista por regras de civismo, de educação, de urbanidade”

Zé LG, 28.12.21

image-2.jpg«Estamos de acordo (Seria interessante, conseguirmos ter aqui uma conversa de pessoas normais. Ou seja, em que uns defendem as suas posições e os outros que com elas não concordem, as tentassem rebater e contraditar.) No entanto para que isso acontecesse seria necessário que todos tivéssemos a noção exacta da responsabilidade que acarreta a liberdade de expressão! Concordo que a discussão seria bem mais profícua se todos pautássemos o nosso ponto de vista por regras de civismo, de educação, de urbanidade, e pudéssemos discutir abertamente, com sentido ético e responsável as questões da política pública!...Mas talvez tivéssemos que inventar outro País! A interlocução (mesmo em questões objecto de discórdia) faz-se entre dois lados igualmente posicionados em matéria cívica, onde cada um apresentará os seus argumentos do modo mais estruturado que lhe seja possível, mas no estrito respeito pelo espaço de liberdade que felizmente possuímos!

Anda por aí muita gente a destilar ódio de toda a espécie, como se as questões da política não fossem causa de todos, com consequência directa na vida colectiva!...Uma pena!»

Anónimo 26.12.2021, aqui.

“AFINAÇÃO DA ORQUESTRA”

Zé LG, 28.12.21

31.jpg“Se os portugueses não querem trabalhar e preferem estar no subsídio de desemprego, há imigrantes que trabalham alegremente, na agricultura, e esse é um factor positivo”. Ricardo Salgado

"Temos muitas pessoas que não querem trabalhar e o sistema permite". Pedro Ferraz da Costa

"É que nós não estamos para continuar a dar a quem nunca fez nada, tudo, e a quem trabalha, tirar tudo, e não dar o mínimo de dignidade. Deus, pátria, família e trabalho, é nisso que este partido acredita". André Ventura

"Não é racional manter apoios sociais a quem os usa para se furtar ao trabalho e dessa forma condicionar a própria expansão empresarial que cada vez mais se lamenta da falta de mão-de-obra disponível para trabalhar". Rui Rio

Daqui.

Tribunal da Relação de Évora confirmou condenação da CIMBAL pelo despedimento de Paulo Barriga de Director do DA

Zé LG, 28.12.21

Diário-Alentejo-barriga_800x800-160x160.jpgO Tribunal da Relação de Évora (TRE) confirmou a decisão da primeira instância no julgamento sobre a validade do contrato de trabalho de Paulo Barriga, como diretor do Diário do Alentejo e ilicitude do despedimento por parte da CIMBAL.

O juiz do TTB considerou que o antigo diretor do jornal tem razão imputando à CIMBAL “a ilicitude do despedimento”, condenando esta ao pagamento de uma indemnização de 27.767,17 euros, pagamento das retribuições mensais desde o despedimento até ao trânsito em julgado, e ainda ao pagamento das custas processuais.

“Geringonça” foi “das soluções interpartidárias mais estáveis que houve no país até agora”

Zé LG, 27.12.21

AC.png“Ora, o país não precisa de governos provisórios de dois anos, o país precisa mesmo é de estabilidade durante quatro anos. Precisa de uma solução para quatro anos”, defendeu António Costa, que recuou a 2015 para sublinhar que ele próprio e o então Presidente da República Cavaco Silva exigiram acordos escritos ao BE, PCP e PEV com “horizonte da legislatura”. “Podiam ter corrido mal e não ter chegado ao fim. Felizmente, correram bem e chegaram até ao fim. Foram aliás das soluções interpartidárias mais estáveis que houve no país até agora. Mais estáveis do que a Aliança Democrática, mais estáveis do que qualquer uma outra e mais duradouras (durou mais ou menos seis anos). Enfim, com altos e baixos, mas durou seis anos”, vincou o chefe do executivo. 

Se pretende uma solução governativa estável e reconhece quea “Geringonça” foi “uma das mais estáveis”, porque não a renovou nem mostra vontade de a recuperar?!

Linha SNS24 vai abrir call center em Beja com 150 enfermeiros

Zé LG, 27.12.21

sns24-call-center_800x800-160x160.jpg«A Linha SNS24 vai abrir um novo call center, em Beja, no início de janeiro de 2022, com uma equipa de 150 enfermeiros, para reforçar a capacidade de atendimento, anunciou o Algarve Biomedical Center (ABC), em parceria com a operadora de telecomunicações Altice, que detém a exploração da Linha SNS24.
O presidente do ABC, Nuno Marques, indicou que as duas entidades decidiram avançar com a criação do novo centro de atendimento do SNS24 para que “esta linha mantenha a qualidade de atendimento que tem tido sempre”. “Para a estrutura de Beja, a nossa previsão é termos 150 enfermeiros e alunos do último ano do curso de enfermagem do Instituto Politécnico de Beja (IPB)”, adiantou, referindo que os profissionais já recrutados iniciam formação já na próxima semana e que este ‘call center’, localizado em instalações que a Altice já dispõe na cidade de Beja, vai entrar em funcionamento na primeira ou na segunda semana de janeiro do próximo ano.

“Seria interessante, conseguirmos ter aqui uma conversa de pessoas normais.”

Zé LG, 26.12.21

transferir.jpg«Seria interessante, conseguirmos ter aqui uma conversa de pessoas normais. Ou seja, em que uns defendem as suas posições e os outros que com elas não concordem, as tentassem rebater e contraditar.
Mas não, há-de sempre aparecer um "boçal" ou "energúmeno", embora o chame aos outros, que resolve tentar boicotar qualquer tipo de discussão ou debate que não vá de encontro aos seu desígnios ou que possa minimamente por em causa os dogmas em que poucos como ele acreditam. Mas que têm alguma esperança de algum dia impingir aos outros, mesmo contra a sua vontade e das formas mais mquiavélicas que possa haver. ...»
Anónimo 26.12.2021, aqui.

Pág. 1/7