Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Vidigueira passa de ano no Largo da Cascata

Zé LG Zé LG, 31.12.19

2019-PASSAGEM-DE-ANO.JPGA Câmara Municipal de Vidigueira vai assinalar a passagem de ano com um programa recheado de animação.  Música ao Vivo com a Banda "Os Lobitos" e fogo de artifício, são algumas das propostas para que passe momentos especiais em família ou com um grupo de amigos, no Largo da Cascata, a partir das 22 horas, na noite de 31 de dezembro. Entradas livres.

Ver Cartaz AQUI

“Será que o poder político democrático quer inverter o paradigma instalado no SNS?”

Zé LG Zé LG, 31.12.19

“-Aproveitamento de um dinheirinho, do bolo agora disponível, para pagamento de dívidas e orçamento zero a uma dúzia de hospitais, selecionados por amostragem cuidadosa de norte a sul do País. Tambem se podem aceitar voluntários, num número limitado.

- Selecçao de equipas de gestão, que queiram arregaçar as mangas e saibam o que vão fazer: querer, saber e poder.

- Elaboração de planos de actividades, participativos, como diz o Decreto Lei e a portaria subjacente, acompanhados de orçamentos projectados pelo menos para três anos. Deem lhe “verga e tempo”, responsabilizem e avaliem os resultados.

- Selecçao de algumas variáveis de avaliação comuns à amostra de hospitais. Uma dessas variáveis e respectivos indicadores tinha necessariamente que ver com a drenagem /quantidade de recursos financeiros poupados/evitados para o sector privado.

 

Acreditem que não haveria gestão privada da coisa pública, na saúde, que conseguisse melhores resultados! E porque não, em igualdade de circunstâncias, o poder político trabalhasse com duas amostras representativas para comparar resultados?

Não podiam era manter o “low-profile” e a “paz podre”, que é hoje a maior instituição da saúde!

Anónimo 30.12.2019 16:09”, aqui.

"não é líder quem quer"

Zé LG Zé LG, 30.12.19

"Pretendemos políticos:
1. Com elevado espírito de missão para a causa pública: ego q.b e pouco narcisistas.
2. Que aguentem um ordenadinho igual ao que tinham na vida privada.
3. Capazes de evoluírem no sentido da verdadeira integração de causas, desprezando os ódios partidários e a inveja humana.
4. Cultos e defensores de práticas humanísticas.
5. E já agora, que dominem alguns conhecimentos de gestão e economia. Se não for possível, também em Beringel, podemos encomendar um ou dois assessores com esses conhecimentos, mas com algumas qualidades do mestre.
6. Por fim, se querem ocupar lugares de liderança, convém que dominem essa matéria e tenham também algumas características para isso, já que não é líder quem quer .

Anónimo 29.12.2019 15:35", aqui.

Os problemas do SNS resolvem-se “só” com mais dinheiro?

Zé LG Zé LG, 30.12.19

"Já se percebeu há algum tempo que não é por colocar mais dinheiro nos problemas que eles se resolvem em definitivo!… Há muitas questões para colocar neste cenário, e só assim se poderão obter respostas claras! Para isso tem que se envolver todos os agentes da área sem o que não será possível resolver coisa nenhuma, a não ser iludir os números no final da legislatura, para gáudio nacional e europeu da classe política!
Quem trabalha diariamente na saúde (e quem usa os seus serviços), e sente de perto as vicissitudes do SNS actual, continuará na sua triste existência, com os problemas de sempre, ora renovados ou continuados, em função das práticas!
É pouco, muito pouco, e não é solução para nada!
Anónimo 29.12.2019 20:43", aqui

Pág. 1/11