Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Balanço é francamente negativo”?

Zé LG Zé LG, 23.10.19

lixo.jpg"Para mim o balanço é francamente negativo. As expectativas estavam elevadas, mas a montanha pariu um rato. Temos uma cidade muito mais suja, erva e lixo é o que mais evoluiu nestes dois anos, e se for exponencial, no final do mandato teremos a cidade mais "verde" do País!
Criticou-se as festas e festinhas do anterior executivo, e este? Ajustes directos com os (...) do costume, para marianas e festivais de qualidade duvidosa (lembram-se de assistir a Ney Mato Grosso, Kusturica, Seu Jorge, ou até mesmo Strenglers? por exemplo - agora comparem....).

De resto nada mudou em Beja, por muito que as avençadas "arsenetes" venham dizer o contrário.

Temos pena, mas terão que levar com ele mais 2 anos, pelo menos!
Anónimo 21.10.2019 12:24", aqui.

MESA prepara o futuro no Aeroporto de Beja com o Curso de Técnico de Manutenção

Zé LG Zé LG, 23.10.19

O valor do curso é suportado pela própria MESA e apoiado, seja através de bolsas de formação ou subsídios diversos, pela Hi Fly.

72664556_777915422640703_6033415838030102528_n.jpg

Os 15 alunos que estão a frequentar o curso de técnico de manutenção promovido pela MESA terão emprego nos hangares do aeroporto de Beja, base da frota de aviões da Hi Fly.

O curso que decorrerá, até finais de março do próximo ano, entre o aeroporto de Beja e o Hangar da MESA, base dos aviões da Hi Fly, na qual vão trabalhar, pretende “familiarizar e capacitar os alunos com conhecimentos sobre estruturas, motores, hélices e APU, eletricidade e aviónica, sistemas de aeronaves, componentes de aeronaves e helicópteros”.

Esvaziar o Ministério da Agricultura de competências é uma boa solução?

Zé LG Zé LG, 23.10.19

Começo pelo fim: espartilhar” as competências tradicionais do Ministério da Agricultura entre pelo menos três ministérios (Ambiente e Ação Climática, que assume as florestas em exclusivo, Coesão Territorial, que arrecada o Desenvolvimento Rural, e Agricultura, que fica com o que sobra) parece-me ser uma ideia muito estranha. Tão estranha, tão estranha que só espero que possa ser genial. Leia o resto deste pertinente e oportuno artigo.

P1060215.JPG