Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Convenção da Plataforma Alentejo hoje em Évora

Zé LG, 12.09.19

Com o objetivo de “refletir e dar um contributo para o desenvolvimento da região” e proporcionar um momento de discussão e reflexão em torno das acessibilidades do território, a Plataforma Alentejo promove nesta quinta-feira, com início às 09h30, no auditório da CCDRA, em Évora, a Convenção do Alentejo.

201908221011206778.jpgVários especialistas vão abordar três grandes temáticas: “Porto de Sines e Aeroporto de Beja- Infraestruturas Estratégicas de Interesse Nacional e Regional”, “Infraestruturas de Acessibilidade Ferroviárias e Rodoviárias -Sua Importância Estratégica e Prioridades” e “PROTA em revisão e o Plano Intermunicipal – Modelo de Ordenamento e Planeamento”.

Mariana Aiveca diz que vai “vai pôr o Alentejo e mais esquerda no Parlamento”

Zé LG, 12.09.19

be.jpg“Defender o país é também exigir os investimentos que fazem falta”, afirmou Catarina Martins, coordenadora nacional do BE, na sessão de apresentação dos candidatos do partido pelo círculo de Beja, que reforçou a ideia de que “não vale a pena” falar de exportações “se isso for feito à conta da saúde de quem vive [no distrito] ou à conta da degradação dos solos e da água”.

Mariana Aiveca, cabeça-de-lista do BE pelo distrito, garantiu que “a campanha está a ser viva”, que a sua equipa é “uma equipa capaz de ganhar” e que “vai pôr o Alentejo e mais esquerda no Parlamento”. Apresentou ainda a emergência climática, o trabalho com direitos, serviços públicos e acessibilidades condignas como os eixos prioritários do Bloco do Esquerda para as próximas eleições de 6 de outubro.