Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

FAABA reclama medidas de combate à seca

As situações de seca extrema no Alentejo infelizmente são recorrentes, e este ano não é excepção. A Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo – FAABA solicita ao governo medidas de apoio de modo a mitigar os prejuízos causados.

seca.jpgComo medida de carácter geral, os agricultores alentejanos pedem que seja concedida a dispensa e deferimento do pagamento de contribuições à Segurança Social.

Rui Gaibino Morreu

18157568_1457304264344224_6087045699034072552_n.jpRui Gaibino, professor, faleceu ontem, no Hospital de Beja. O corpo encontra-se nas Casas Mortuárias de Beja, de onde sairá, às 16 horas, para a Quinta do Conde, onde será cremado.

Sei pouco do Rui Gaibino. Conheci-o há uns anos, quando, com outro colega do IPBeja, organizou uma iniciativa na Ovibeja. Convivemos poucas vezes, mas sempre que tal aconteceu pareceu-me que éramos amigos desde sempre. Era um Homem fraterno, solidário, desassossegado, polémico, participativo, empenhado em causas, que "estava em todas" em que acreditava. Pelo menos, era assim que o via.

Embora não haja insubstituíveis, o Rui Gaibino é uma daquelas pessoas que fica a fazer falta e que deixa saudades...

Os meus sentidos pêsames à família.

Moura vai adaptar Estação de Caminhos de Ferro a terminal rodoviário

moura.jpgA Câmara Municipal de Moura viu aprovada a candidatura apresentada ao Alentejo 2020, de um projeto que prevê a adaptação do edifício de passageiros da antiga Estação de Caminhos de Ferro de Moura a terminal rodoviário, de modo a constituir uma plataforma adaptada para o Transporte Coletivo Rodoviário. Esta operação representa um investimento elegível de 669.741,72 euros e conta com uma taxa de cofinanciamento FEDER de 85%.
O Município, para além da valorização do edifício, que está a degradar-se pretende "criar condições de incentivo a uma maior utilização de meios de transporte coletivo e promover a intermodalidade entre diferentes meios de transporte".

Comentários recentes

  • Anónimo

    Se há tanta clarividência acerca da geringonça com...

  • Anónimo

    Sem dúvida, sobretudo os grandes interesses capita...

  • Anónimo

    Tal e qual ... até que enfim que alguém vai ao cer...

  • Anónimo

    Esta técnica de mal-dizer é cronicamente utilizada...

  • Anónimo

    Se são carneirinhos ou não como V.a Ex.a defende, ...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds