Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

CIMAL exige reversão da privatização dos CTT

correios.jpgA Assembleia Intermunicipal da CIMAL-Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral manifestou a sua indignação pela contínua degradação do serviço de correios prestado pelos CTT, assim como pelo incumprimento do Contrato de Concessão.

Nesse sentido, exorta o Governo a adoptar medidas de protecção do serviço de entrega postal universal, como a reversão da privatização do serviço e consequente regresso do mesmo à esfera pública, por se afigurar como absolutamente essencial para protecção dos direitos e interesses dos cidadãos.

Preocupações e reivindicações que fazem parte de uma moção apresentada pelo Bloco de Esquerda, que foi aprovada com a abstenção do PS e do deputado do movimento GM- Grândola Melhor e sem votos contra.

Baixo Alentejo em situação de “seca severa”

seca1-768x512.jpgSegundo o boletim climatológico do IPMA- Instituto Português do Mar e da Atmosfera, em Março, cerca de 16,8% do território nacional estava em seca fraca, 45, 1% em “seca moderada”, 37,6% em “seca severa” e 0.5% em “seca extrema”. O Baixo Alentejo estava em situação de “seca severa”.
Março foi um mês “quente em relação à temperatura do ar e seco em relação à precipitação”.
Durante o mês, o valor médio da temperatura máxima “foi superior ao normal” e o valor médio de precipitação foi de 45.3 mm, o que corresponde a cerca de 74% do valor normal, sendo de acordo com o IPMA “o sétimo Março mais seco desde 2000”.

“a destruição do SNS começou em 2002, com os hospitais sociedades anónimas e que depois passaram a EPE's”

E contrariamente ao que seria expectável, a empresarialização do SNS acabou por agravar ainda mais a situação, fruto de gestões ruinosas no que concerne à contratação de pessoal, de todas as categorias, sem excepção. Quanto a mim a destruição do SNS começou em 2002, com a história dos hospitais sociedades anónimas e que depois passaram a EPE's, pois jamais um hospital deve ou pode ser gerido como uma empresa. Ou então se querem que de facto assim seja, legisle-se de forma mais flexível mas sem deixar de ser transparente.

...

Lamentavelmente muitos dos que aqui vêm não sabem do que falam. Outros, que não sabendo, anseiam por mais e melhores serviços de saúde, anseio esse de todo legitimo mas lamentavelmente não depende exclusivamente dos Conselhos de Administração mas sim de uma política central que teima em não marcar a diferença nas questões de saúde, que teima em ignorar as regiões do interior, mais despovoadas, em particular a nossa e de um conjunto de políticos locais que não só deveriam como têm a obrigação de se empenhar mais, que deverão de uma vez despir a camisola do(s) partido(s) e vestirem a da região pois todos juntos somos poucos para mudar as coisas, quanto mais com a falta de compromisso gritante a que vamos assistindo? E isto para não mencionar as questões estruturais e de fundo.

Vitor Paixão 14.04.2019 20:45, aqui.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Ora aqui está uma área em que os nossos autarcas s...

  • Anónimo

    Está tudo dito... nada a acrescentar! Incapacidade...

  • Anónimo

    "O Ministério do Planeamento anunciou esta quinta-...

  • Anónimo

    Se os autarcas locais , independentemente da cor p...

  • Anónimo

    Conordo em absoluto com o comentário anterior.O di...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds