Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Conferência “Nos idos dos Cesares por terras de Pax Julia” na Rua do Sembrano

20190313093945353.jpgIntegrada no ciclo expositivo “Sob a terra e as águas-Porque há sempre novas histórias para contar....”, realiza-se, esta noite, no núcleo museológico da Rua do Sembrano, a conferência intitulada “Nos idos dos Cesares por terras de Pax Julia”, que tem como oradora convidada Conceição Lopes, arqueóloga, professora na Universidade de Coimbra e coordenadora do CEAACP-Centro de estudos de Arqueologia, Artes e Ciências do Património.

Daqui e daqui.

Maria Antonieta Oliveira apresenta “Os Sons do Silêncio” em Vidigueira

livro.jpg

No Centro Multifacetado de Novas Tecnologias, em Vidigueira, realiza-se esta tarde, a apresentação do livro de poesia “Os Sons do Silêncio” da autoria de Maria Antonieta Oliveira, natural de Vidigueira, nascida em 1948, que tem cinco livros editados, 4 deles de poesia e um romance.

Maria Antonieta Oliveira afirma que “Os Sons do Silêncio” retratam muitos dos sons que ouvimos só em pensamento e os poemas que fazem parte deste livro retratam muito da sua vida pessoal, das suas vivências.

Entrega de Prémios “Mais Alqueva Mais Valor” na EDIA

050620132247-399-rega.jpgRealiza-se nesta quinta-feira, dia 14, às 14.30 horas, no auditório da EDIA a cerimónia de entrega dos prémios “Mais Alqueva Mais Valor”.

Este ano na primeira edição, os Prémios “Mais Alqueva, Mais Valor”, têm como objetivo identificar e dar visibilidade às empresas, pessoas e instituições que contribuem para a eficiente utilização dos recursos naturais, com especial enfoque no recurso água e são uma iniciativa integrada no projeto ALA – Agendas Locais da Água no Alentejo, financiado pelo Fundo Ambiental e desenvolvido em consórcio liderado pela EDIA, com a Consulai e a Universidade de Évora.

ULSBA perde médicos e técnicos superiores de saúde e de diagnóstico e terapêutica

saude.jpgEm 2015 a ULSBA tinha 91 médicos especialistas e em 2018 83.

O número de médicos internos era de 55 internos em 2015 e de 48 em 2018.

Os técnicos superiores de saúde caíram dos 31 em 2015 para os 16 em 2018.

Os Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica caíram dos 108 em 2015 para os 93 em 2018.

Apenas o número de enfermeiros subiu de 374 em 2015 para 411 em 2018.

Daqui.

Comentários recentes

  • Ana Matos Pires

    Como dizia o outro "seu grandessíssimo e alternadí...

  • Anónimo

    Perdeu uma boa oportunidade de estar calado porque...

  • Vitor Paixão

    Por vezes dou comigo a pensar se falo, se fico cal...

  • Anónimo

    Saloio é você seu atrasado mental

  • Anónimo

    Já a pensar nas criticas ao festival ainda ele não...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds