Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Centro de Interpretação e Observatório para a Fauna vai ser criado em São João dos Caldeireiros

201812261526079364.jpgA Freguesia de S. João dos Caldeireiros, no concelho de Mértola vai ter um Centro de Interpretação e Observatório para a Fauna, que surge no âmbito do projecto “Por Terras do Lince Ibérico”, resulta de uma parceria entre a ADPM-Associação de Defesa do Património de Mértola e as juntas de freguesia de São João dos Caldeireiros e de Alcaria Ruiva, conta ainda com o apoio do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas e é co-financiada pelo Turismo de Portugal através do programa Valorizar-Linha de Apoio à Valorização Turística do interior.

Esta obra, para além do interesse da população vai também servir para acolher os visitantes para uma observação do território sobre o habitat do Lince Ibérico.

Nova ETAR de Beja entra em funcionamento em 2019

060320171621-840-NovaETARBeja.jpgA nova Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Beja está dimensionada para servir toda a cidade de Beja, com uma capacidade para tratar diariamente 5 000 m3 de águas residuais urbanas.

O investimento é da Águas Públicas do Alentejo e vai dotar Beja de uma infra-estrutura de “primeira linha”, que “colocará Beja como uma referência ao nível do tratamento de águas residuais urbanas”.

A nova infraestrutura vai permitir desativar duas ETAR que, pela sua tecnologia e dimensionamento, não são já suficientes para tratar adequadamente os efluentes e irá também contribuir para a melhoria da qualidade do ecossistema fluvial da bacia hidrográfica da Albufeira do Roxo, que é também a principal origem de água para abastecimento à cidade de Beja.

Expansão do Parque das Empresas de Ferreira do Alentejo com Financiamento Comunitário

201812261625113766.jpgFoi aprovado o financiamento comunitário para a expansão do Parque das Empresas de Ferreira do Alentejo. Trata-se de um investimento de cerca de 2 milhões e 60 mil euros, com uma comparticipação através do FEDER de 85% a fundo perdido. 

Com esta aprovação vai ser possível expandir em 7,36 ha a área já existente, acrescentando 38 novos lotes aos que já existem actualmente.

Comentários recentes

  • Anónimo

    São apenas recomendações e mais nada.O que é que q...

  • Anónimo

    Há, aí no problem, eles entendem todos bem.Se for ...

  • Anónimo

    Os deputados vão de férias descansados. Quem fica ...

  • Anónimo

    É evidente que é bom negócio. A questão é quando p...

  • Anónimo

    Para os seres humanos a saúde faz parte do seu bem...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds