Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

SE da Juventude e Desporto inaugura Casa de Associações de Beja

44851550_1956837364408400_2442779322663043072_n.jp

O Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ) de Beja inaugura a Casa de Associações de Beja, neste domingo, às 15.00 horas, nos Serviços Desconcentrados do IPDJ. A iniciativa conta com a presença do secretário de Estado da Juventude e Desporto.

Na Casa de Associações de Beja vão ficar a Associação Check-In; o CRJ – Conselho Regional de Juventude do Alentejo; a Confederação das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto e o Beja Atlético Clube. Há ainda uma outra sala para instalar uma associação pelo jovem que ganhou o Empreende Já.

“Vila Alva. Terras de Vinho” em exposição a partir do dia 10 na Adega do Mestre Daniel

VilaAlva_expo_web.jpg

No âmbito do projecto para a sua reactivação, a Adega do Mestre Daniel, em Vila Alva, acolhe a partir do próximo dia 10 de Novembro a exposição “Vila Alva. Terras de Vinho”, da iniciativa de Daniel Parreira, com a colaboração de Samuel Pernicha e João Taborda.

No ambiente cénico da renascida adega, embalada pela melodia do vinho a sangrar de velhas talhas, envolta em encantatórios aromas, esta exposição,constituída por 10 painéis temáticos, é uma inebriante viagem no tempo.

O visitante principia a jornada pelos vinhedos de Vila Alva, recuando à época da ocupação romana. Depois, é convidado a conhecer esta aldeia e o quotidiano das suas gentes, já nos meados do século XX. A aventura prossegue no sombrio interior de velhas adegas, à descoberta de talhas centenárias, de símbolos de mestres talheiros e marcas de fabricantes mais próximos. A viagem continua com a iniciação aos segredos do vinho de talha, tal como era produzido pelo Mestre Daniel, terminando no universo das vendas,entre copos e singelos petiscos. No final, mas como num regresso às origens, os visitantes poderão provar o vinho novo e sentir-se irmanados… na comunhão de uma moda!

Esta exposição conta ainda com duas obras do mestre Chico Taborda que, com um rigor mágico, reproduzem os ambientes de uma adega tradicional e de uma venda d’outros tempo.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Não podes estar mais longe. O eterno e sempre à mã...

  • Anónimo

    Se há tanta clarividência acerca da geringonça com...

  • Anónimo

    Sem dúvida, sobretudo os grandes interesses capita...

  • Anónimo

    Tal e qual ... até que enfim que alguém vai ao cer...

  • Anónimo

    Esta técnica de mal-dizer é cronicamente utilizada...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds