Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvito estreita relações com comuna italiana homónima, 18 anos depois de assinado protocolo de geminação

Alvito-Gem-768x432.jpg

A Câmara de Alvito e a comuna italiana de Alvito estão a estreitar os laços de cooperação no quadro de um protocolo de geminação assinado há 18 anos e que tem estado esquecido.

António Valério, presidente da Câmara de Alvito, esteve em Itália, na semana passada, para aprofundar as relações entre dois territórios que têm problemas comuns como o envelhecimento da população, o despovoamento e o urbanismo.

A Câmara de Alvito levou a gastronomia e os produtos locais e regionais a Itália. A gastronomia e os queijos deixaram “encantados” os italianos, adianta António Valério, que assegura que foram “abertas portas” para a cooperação ao nível do intercâmbio de alunos e trocas culturais.

I Congresso Luso-Espanhol de Pecuária Extensiva em Sevilha

Abordar e dar a conhecer a importância ambiental, territorial, económica e social do sistema de produção pecuária em extensivo, refletir sobre as suas práticas e desafios, as mais-valias para a preservação da biodiversidade e de ação contra incêndios, assim como o alargamento dos circuitos de comercialização dos produtos, são alguns dos propósitos do I Congresso Luso-Espanhol de Pecuária Extensiva.

201810011635076183.jpg

A organização está a cargo de uma parceria alargada de que fazem parte a ACOS, a União dos Agrupamentos de Defesa Sanitária (ADS) do Alentejo, as cooperativas agroalimentares da Andaluzia e a Federação dos Agrupamentos de Defesa Sanitária Animal desta última região.

As inscrições devem ser feitas para: https://www.congresoganaderia.es/pt/cobrir.

Luiz “Sapatinha” morreu

2018100710341059.nb.png

Luiz António Guerreiro da Palma, com 86 anos, natural de Beja, faleceu ontem. O corpo encontra-se em câmara ardente nas Casas Mortuárias de Beja, de onde se realiza o funeral, às 10h30, para o Cemitério de Beja.

Luiz “Sapatinha”, como era conhecido, não resistiu muito tempo à morte da sua inseparável companheira Maria José. Os dois reformaram-se da Câmara Municipal de Beja, onde trabalharam toda a vida no Pavilhão Gimnodesportivo, onde moraram e trataram como se fosse a sua casa. Foi jogador de futebol (julgo que do Desportivo de Beja) e vi-o ainda fazer habilidades com a bola, nomeadamente com ela na cabeça.

O Sr. Luiz, como sempre o tratei, era um homem muito bom, sem maldade, de que todos, principalmente as crianças e os jovens, gostavam. Conheci-o há 50 anos, quando vim estudar para Beja e estabeleci com ele uma uma relação de amizade mútua quando exerci funções na Câmara de Beja. Era sempre com prazer que o encontrava e trocava umas breves palavras.

À família apresento os meus sentidos pêsames.

Comentários recentes

  • Anónimo

    O anti-maçonismo é como o anti-comunismo. Ambas as...

  • Anónimo

    Os populismos apenas surgem por incompetencia dos ...

  • Anónimo

    Há, mas são verdes.

  • Anónimo

    Avisa-se a todos aqueles que diziam, dizem e escre...

  • Anónimo

    PARABENS PAULO ARSENIO , novo Elefante Branco no P...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds