Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Hospital de Évora recebe tecnologia única para detetar vírus e bactérias

Zé LG, 31.10.18

copy_of_cronistas_ta_59.jpg

O Hospital do Espírito Santo de Évora está desde ontem equipado com um sistema de diagnóstico laboratorial de microrganismos único no país, que permite acelerar a identificação de bactérias e vírus. Trata-se de uma solução de ponta, única nos hospitais públicos do país, segundo a administração do Hospital.

O sistema consiste em "novas ferramentas de diagnóstico in vitro' que permitem uma maior rapidez na identificação de microrganismos, em particular bactérias e vírus.

Ao que levam as privatizações

Zé LG, 30.10.18

IMG_7420.JPG

A privatização da ANA, pelo que se ouviu nos Prós-e-Contras desta noite, permite que sejam interesses particulares - os dos seus donos -, a definir a estratégia aeroportuária e não só para o nosso país. Passa para segundo plano o que deveria estar sempre em primeiro - o interesse público - e consequentemente as questões ambientais, sociais, económicas e de segurança são desvalorizadas para justificar o que mais interessa - e parece não ser pouco - aos que ficaram com um poder de decisão que nunca lhes deveria ter sido delegado.

Não há fins da História

Zé LG, 29.10.18

Quantos, quantas vezes disseram e escreveram que a Democracia precisa de ser tratada, que não é um regime perfeito e muito menos é um fim em si mesma ou o fim da História?!

Infelizmente para os povos - porque eles sabem tratar deles -, os eleitos democraticamente assumem-se  e fácil e recorrentmente como donos da Democracia. Os "esquecimentos" de que a Democracia só é verdadeiramente Democracia, quando inclui, para além da política, as outras valências: económica, social, cultural..., os abusos do poder, a bur(r)ocratização, a corrupção, a irresponsabilidade, ... contribuem decisivamente para a pôr cada vez mais em causa, para cada vez mais ser menos reconhecida  e "mimada" pelos destinatários, o Povo. 

Mais do que a(s) Esquerda(s), é a Democracia que está a ser posta em causa. E isso tem vindo a acontecer tanto em países subdesenvolvidos ou em vias de desenvolvimento como em países desenvolvidos, que são geralmente idenficicados como países democráticos.  

Por isso, insisto, é preciso mudar, é preciso aperfeiçoar e aprofundar a Democracia, aproximando cada vez mais os políticos dos destinatários das políticas, fazendo com que estes participem na definição estas.

Não é uma empreitada fácil mas é necessária, sob pena de nos virmos a arrepender do não termos feito o que nos competia para deixarmos um mundo melhor ou, pelo menos, menos mau aos nossos vindouros.

O Mundo está a ficar um lugar perigoso

Zé LG, 28.10.18

thumbs.web.sapo.io.jpeg

Jair Bolsonaro venceu a segunda volta das eleições brasileiras disputadas este domingo, 28 de outubro. O candidato da extrema-direita será, assim, o homem a suceder Michel Temer no Palácio do Planalto e a conduzir os destinos do Brasil nos próximos quatro anos.

 

Depois de em muitos países terem sido eleitos cada vez mais candidatos de extrema-direita e populistas, como nos EUA, foi agora a vez do Brasil eleger seu Presidente que se auto-intitulou de Trump brasileiro. É caso para dizer que os EUA e o Brasil estão "trumpados" e o Mundo está a ficar um lugar cada vez mais perigoso para se viver…

Paixão pelo Interior: Verdadeira ou não passa de propaganda vazia?

Zé LG, 28.10.18

vitorsilva.jpg

Ficou agora a saber-se, pela voz do nosso Presidente da Câmara, que a Força Aérea Portuguesa deu um parecer negativo à instalação de uma escola de pilotos no Aeroporto de Beja. Essa escola previa a presença de várias aeronaves, trinta pilotos, instrutores e mecânicos e a frequência de uma centena e meia de alunos.

(ler e ouvir aqui toda a crónica de Vítor Silva)

Mas, a Força Aérea não é um estado dentro do estado, depende do governo e em primeiro lugar do ministro da Defesa, que agora até é um novo e que dizem altamente competente. Vamos então ver se a paixão pelo interior tão apregoada pelo governo é mesmo verdadeira ou não passa de propaganda vazia, e se assim como nos deixaram a não ver passar os comboios, agora também ficaremos a não ver passar os aviões, a não ser, claro, os da Força Aérea.

Moura marca presença no Festival Gastronómico de Santarém

Zé LG, 27.10.18

6468_big.jpg“Moura estará presente no certame no dia 28 de Outubro, com a promoção de um conjunto de iniciativas que terão como tema de fundo o Azeite de Moura. Ao longo do dia haverá uma Prova Comentada de Azeites, Livecookings e Animação Musical a cargo de cantadores do concelho.”

A presença de Moura no 38º Festival Nacional de Gastronomia de Santarém é uma organização da Câmara Municipal de Moura, que conta com a colaboração da Comoiprel / Escola Profissional de Moura, CEPAAL – Centro de Estudos e Promoção do Azeite do Alentejo e cantadores do nosso concelho.

Barragem de Pedrógão recebe a maior prova de Remo Ibérica

Zé LG, 26.10.18

20181023183425234.jpg

 

Decorre desta sexta-feira até domingo, dia 28, o evento Regata Odiana, na Barragem de Pedrógão. Trata-se da prova desportiva mais extensa na modalidade de remo, que passa por três municípios, nomeadamente Moura, Vidigueira e Serpa.

Para além da prova desportiva, que já conta com mais de 15 participantes de diferentes nacionalidades, incluindo Portugal, Polónia e Reino Unido, o evento contará com programação dedicada não só aos atletas como a todos os que queiram assistir à prova.

Trabalhadores da administração pública em greve

Zé LG, 26.10.18

201810251052397235.jpg

Os funcionários públicos estão hoje em greve. A paralisação promete encerrar escolas, serviços municipais e afectar as unidades de saúde.

À greve inicialmente convocada pela Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública, juntaram-se a Federação de Sindicatos da Administração Pública e o Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado.

Os funcionários públicos, exigem, entre outros aspectos, aumentos salariais e das pensões, descongelamento das carreiras, reposição do valor das horas extraordinárias e a aplicação das 35 horas semanais a todos os trabalhadores em funções públicas e do sector público empresarial.

Ler e ouvir também aqui.

Pág. 1/5