Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

ODEMIRA REFORÇA A APOSTA NA INTEGRAÇÃO DOS IMIGRANTES

O Plano Municipal de Integração de Migrantes de Odemira está em fase de revisão.

Deolinda-Luis.jpg

De acordo com a Câmara de Odemira, há uma população fixa de 4 900 migrantes legalizados no concelho. No caso da educação, dos 600 alunos do Agrupamento de Escolas de S. Teotónio, 200 são actualmente migrantes.

Deolinda Luís, vereadora da Câmara de Odemira, admite que existem grandes desafios que vão muito para além da língua. Ao nível da saúde, educação e habitação é necessário continuar a procurar respostas para uma população de migrantes que continua a crescer.

Deolinda Luís alerta que o território “não tem capacidade” para suportar um aumento significativo do número de migrantes face à previsível expansão dos investimentos no sector agrícola em resultado da ampliação do perímetro de rega do Mira.

EMAS SUBSTITUI CONDUTA DE VALE DE RUSSINS

Vale-Russins-768x432.jpg

A EMAS-Empresa Municipal de Água e Saneamento de Beja deu início aos trabalhos de substituição integral da conduta elevatória de Vale de Russins.

A intervenção pretende acabar com o elevado número de avarias e consequente corte no fornecimento de água à população.

De acordo com a EMAS, o sistema de abastecimento de Vale de Russins tem como origem de água três captações subterrâneas com uma reduzida capacidade. As obras em curso vão permitir a redução de perdas de água no sistema de abastecimento.

CÂMARA DE BEJA VISITA A380, ESTACIONADO NO AEROPORTO DE BEJA

A Câmara Municipal de Beja considera que a “aterragem da aeronave A380 na infraestrutura da cidade é demonstrativa das potencialidades da mesma”, que sendo, “importante do ponto de vista simbólico, e histórico, para o aeroporto de Beja, é fruto, também, da excelente relação institucional, existente” entre a autarquia “e a Hifly”, “cimentada fortemente desde outubro de 2017” e que “se traduzirá, em breve, em investimentos da companhia no concelho, criando-se postos de trabalho especializados e aproveitando-se para fins industriais o aeroporto de Beja.”

076.JPG

A convite da Hifly, a Câmara Municipal de Beja desloca hoje, pelas 11.00 horas, uma equipa liderada pelo presidente para visitar o maior avião do mundo, que está estacionado no Aeroporto de Beja.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Não podes estar mais longe. O eterno e sempre à mã...

  • Anónimo

    Se há tanta clarividência acerca da geringonça com...

  • Anónimo

    Sem dúvida, sobretudo os grandes interesses capita...

  • Anónimo

    Tal e qual ... até que enfim que alguém vai ao cer...

  • Anónimo

    Esta técnica de mal-dizer é cronicamente utilizada...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds